Adestramento de Cães - Como fazer o cachorro parar de latir

Como fazer o cão parar de latir?


Fazer o cachorro parar de latir é um tremendo problema para os donos. Alguns cachorros latem em excesso, tornando a convivência muito difícil e, às vezes, causando atrito entre os vizinhos.

Os latidos insistentes do cão, que às vezes não para de latir de jeito nenhum, podem afetar a vizinhança toda.



Às vezes, no entanto, o latido pode sinalizar algum problema na saúde do seu animal, principalmente se o cachorro latindo parece doente ou triste.


Neste artigo iremos dar dicas de como seu cãozinho pode ser adestrado a ser mais silencioso.


Seu cachorro faz muito barulho?


Se o seu cachorrinho anda fazendo muito barulho à noite, ou latindo excessivamente durante o dia, Adestramento Para Cães traz hoje algumas dicas que irão ajudá-lo a enfrentar esse problema.

Deve-se levar em conta se o cachorro que está latindo muito é seu ou do seu vizinho. 

Se o cachorro barulhento é do seu vizinho, dê uma olhadinha neste outro artigo aqui: Como fazer o cachorro do vizinho parar de latir

Nele, daremos algumas ideias de como proceder quando a tranquilidade da vizinhança fica abalada por causa do barulho excessivo.



Por que o cachorro late?


Existem vários motivos para o cachorro latir. A principal razão, no entanto, é que o latido nada mais é do que a sua maneira de "conversar". Cachorro latindo, é cachorro conversando.

É através do latido que o cão verbaliza sua alegria, desconforto, frustração ou ansiedade. 


Leia também: 
Como fazer o cachorro parar de morder

Também é através dele que o cachorrinho conversa com os outros que estão mais distantes (nas casas vizinhas ou até mesmo em outras ruas).

Deve-se levar em conta que o latido é um som comum e normal do cachorro. Ele não conta com outra forma de sinalizar o que sente.

O problema existe quando esse latido passa a ser ininterrupto, sem motivos, de forma muito ruidosa e em horários desaconselháveis, como à noite, de madrugada e, em geral, em momentos em que gostaríamos que ele fizesse silêncio.

Reunimos 5 motivos por que o cachorro late.


1) Cachorros que passam muito tempo sozinhos apresentam esse hábito, além poderem de uivar. 

Porque o cachorro uiva, ele acaba chamando a atenção sobre sua solidão. Esse comportamento, e alguns outros, pode sinalizar a Síndrome da Ansiedade da Separação


2) Animais presos durante o dia inteiro em locais muito movimentados, como em um jardim em frente à rua, ou em uma garagem próximo à calçada, irão aprender a ladrar como consequência do seu confinamento. 

Eles aprendem a latir para estranhos que se aproximem do seu território (no caso daqueles que estão presos no jardim), pois acreditam que as pessoas, e até mesmo outros animais, estejam querendo invadi-lo. 

Também irão acuar em excesso por só ouvirem os ruídos que vêm de fora (no caso daqueles confinados na garagem), sentindo-se ameaçados pelo que não conseguem ver.

O problema, nesse caso específico, é o confinamento. Cães presos não se sentem em segurança, pois estão confinados, sem terem condições de reagir.

Nesse caso, eles acabam ladrando pelo hábito, pois têm a impressão que seus latidos conseguem afastar os transeuntes e outros animais que se aproximam do seu território. Um comportamento assim acaba se tornando auto-recompensador.

3) Cachorros que convivem com famílias muito ruidosas também desenvolvem esses hábitos, pois sua tendência é imitar o que os donos fazem, isto é, falar alto.

4) Outra situação comum é o latido por tédio, que ocorre quando o cachorro não tem uma atividade física recompensadora.

Cães de raças mais ativas tendem a solicitar exercícios físicos de forma insistente através dos latidos.

5) Por fim, talvez o cachorro não esteja acuando, mas ganindo por causa de dor, fome ou frio. Nessas situações, qualquer animal faria o mesmo, isto é: reclamaria.


Como fazer o cachorro parar de latir?



De forma geral, algumas técnicas poderão auxiliar seu cachorro a diminuir, talvez até parar, com o latido.

1) Dê atenção ao seu pet. Normalmente adquirimos um cachorro pela sua característica de sociabilidade, isto é, pela necessidade de atenção e calor humano.

Um cachorro solitário será um cachorro triste e deprimido. Isso pode causar barulho em excesso.

No entanto, às vezes somos obrigados a passar muitas horas longe dele, seja na escola, faculdade ou no trabalho.

Nesse caso a regra é torná-lo o mais independente possível. Dê uma olhada neste artigo aqui.

2) Cachorros que latem para chamar a atenção não devem ser recompensados com a atenção do dono.

Mesmo uma bronca dada por você já é uma recompensa. Habitue-se a corrigi-lo através de atitudes "secretas", isto é, sem que ele veja.

3) Trate a ansiedade do cachorrinho. Diminua os conflitos familiares ou, ao menos, afaste-o quando isso acontecer. Cães absorvem muito da dinâmica familiar e aprendem a reconhecer o estresse entre os membros da sua matilha.

4) Brinque e faça seu cachorro exercitar-se. Cães entediados e preguiçosos representam um grande problema para o dono, e para si próprios.


Cachorros, assim como humanos, devem manter-se ativos, de forma a estarem mais relaxados ao final do dia.


Deixe seu cachorro cansado, correndo com ele e adestrando-o. 



Uma dica ótima são os treinamentos de agilidade e educação, que exigem muito esforço do animal, deixando-o mais calmo posteriormente.



5) Por fim, verifique se ele está doente ou com alguma dor no corpo. Nada vai fazê-lo parar se ele não estiver saudável.


Latidos: problema pra você e incômodo pra vizinhança


Tenha em mente que os latidos do cachorro não vão incomodar apenas você. Vão incomodar a vizinhança inteira.

E essa situação deverá ser contornada da melhor forma. E a melhor forma é ensinando seu mascote a não latir fora de hora, não latir em excesso e não passar o dia inteiro (ou a noite) latindo sem objetivo.

Dê uma olhada neste material especial que organizamos, com dicas, truques e muita informação.

Para diminuir os latidos


O cachorro é uma criatura sensível e inteligente demais para ser deixada abandonada em um jardim.

Ele precisa da atenção regular do dono, de exercícios e, principalmente, de adestramento. Tudo o que ele fizer de errado, e que não for corrigido, será assimilado como regra. Fica difícil, depois, fazê-lo esquecer-se dessas regras.

Grande parte dos cachorros que latem em excesso são criados acorrentados do lado de fora da casa, como se fossem um instrumento de segurança, e não um ser vivo. A única atenção que eles recebem do dono é quando ganham comida ou água, uma ou duas vezes ao dia.

Alguns cachorros passam quase 24 horas por dia sozinhos. A ponto de quase não reconhecerem os donos quando os vêem.

Para que possamos corrigir algumas das características que consideramos erradas no cachorro, devemos corrigir primeiro a nós mesmos. Muitos adestradores precisam, antes do cachorro, adestrar os donos.


Outras formas de evitar o latido em excesso é através de acessórios que auxiliam o treinamento. Muitos materiais, hoje em dia, favorecem a educação e o adestramento do animal, diminuindo o tempo gasto em educá-los.


Cuide da saúde física e mental do seu cachorrinho. Ele vai aprender o que você espera dele.


Ensinando bons modos ao cachorro


Ensinar seu cachorrinho a parar de latir é algo importantíssimo.

O latido excessivo, além de incomodar toda a vizinhança, predispondo os vizinhos à inimizade, pode sinalizar problemas comportamentais e relacionados à saúde.

Um cão que late a ponto de não conseguir dormir ou relaxar, e que perde o apetite por causa disso, dificilmente será um cachorro saudável.

Dê uma olhada neste material aqui e aprenda algumas das técnicas mais objetivas para diminuir esse problema.



Até breve!



15 comentários:

  1. Muito bom, eu tenho um curso completo que ensina todos os comportamentos de educação canina, se alguém quiser aprender como adestrar um cachorro aqui está o site http://bit.ly/1B7PN8a

    ResponderExcluir
  2. Moro em uma fazenda, tenho muitos cachorros, mto espaço e muitos brinquedos, são castrados e mto sausaveis. Alem disso eles tem tda nossa atençao, ja que moramos e trabalhamos na fazenda e eles passam o dia ao nosso lado.Todos os cães latem eventualmente, mas alguns tem me incomodado bastante.
    O menor cachorro é o maior problema, pois alem de latir demais é mto estridente e ele é o unico que tem acesso dentro de casa, no jardim com outros cachorros e fora da casa (pq pula a cerca). Mas durante o dia ele late pra td q passa, pessoas, vacas, outros cachorros. Late se ouvir uma vaca mugir ao longe, late se ouvir uma voz mesmo que seja conhecida e q esteja longe.... late ligeralmente pra qualquer coisa. E quando nao tem mais nada pra latir late pros companheiros. E alem de latir ele persegue pessoas, outros animais e automoveis. Por ser pequeno ele ja tem varias cicatrizes das vezes que apanhou de outros cães, pq ate os companheiros se incomodam com o comportamento dele as vezes. E ja foi atropelado por moto duas vezes!!!
    O unico jeito de parar de latir é pegar ele e prender de castigo num comodo fechado, mas ele é pequeno, rapido e pula alto... o que significa q se ele nao quiser, ninguem pega ele!
    Ja estou sem saber o que fazer, pq estou gravida, e alem do estresse que ele esta causando na gravidez me preocupo mto que meu bebe não consiga dormir por causa dele... eu ja estou sem dormir bem a mt tempo!
    Amo ele demais, mas as vezes tenho vontade de enfiar a mão na garganta e arrancar as cordas vocais!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      pelo que você diz, seu cachorrinho deve ter algum cruzamento com pintcher, linguicinha ou fox. São cães normalmente agressivos, temperamentais e muito territorialistas. Mesmo que não tenha esses cruzamentos, pode ser um cão com essas características. O grande problema é o temperamento do animal. Se ele é castrado, ainda assim uma boa dose de agressividade permanece, pois a castração não muda a índole do cachorrinho.
      Existem muitas formas de tentar adestrá-lo a manter a postura. Vamos lá:

      - Evite que ele saia do pátio. Um cachorro deve aprender onde é seu território. Dê uma olhada neste artigo (http://www.adestramento-para-caes.com/2013/07/adestramento-de-caes-cachorros-que.html)
      - Se tiver tempo, acompanhe esses eventos que o fazem latir e o estimule a procurá-la em vez disso. Faça assim: se ele late quando passa uma motocicleta, chame sua atenção e lhe dê um biscoito; se ele late para os outros animais, ANTES dele latir, no exato momento, chame-o e lhe dê um agrado, um brinquedo, uma guloseima.
      Você vai ter que ter um pouco de disponibilidade de tempo, mas vale a pena. Existem várias outras dicas de adestramento no site, dê uma olhada no menu. Além disso, pense em adquirir nosso eBook, com 28 truques especialmente construídos para o problema dos latidos.
      Boa sorte!

      Excluir
  3. Certamente estes são alguns possíveis motivos. No entanto, tirando a parte da possibilidade de doença, todos os outros motivos citados são por "culpa" do dono. Lembrem-se que um cão pode latir muito simplesmente porque ele gosta de latir muito, da mesma forma que há pessoas que simplesmente gostam de falar muito.

    Nem sempre o seu cão late muito porque você não dá atenção, não dá carinho, não brinca com ele etc. Às vezes ele simplesmente é assim, latidor. Na minha casa há dois pastores alemães. Mesma criação, poucos meses de diferença de idade (ambos têm +- 3 anos), sempre viveram juntos. Vivem em uma horta com dezenas de metros quadrados. Têm contato com todos os membros da casa várias vezes ao longo do dia. Um deles (o macho) dificilmente late, só late muito com coisas aéreas (pipas, ultraleves, urubus etc.). Por outro lado, a fêmea late o dia todo se deixar, especialmente de madrugada, quando é possível ouvir vários outros cães latindo ao longe. Nessa hora, a única coisa que resolve é prendê-la no canil. Às vezes até acho que ela late PARA ser presa no canil, mas o canil fica sempre aberto, ela pode ir pra lá a qualquer momento.

    Já até tentamos sair com ela de noite, quando ela está latindo, e não adianta: assim que chegamos, ela volta a latir. Já tentamos ficar com ela de madrugada, fazendo carinho e brincando com ela, mas é só sairmos que os latidos voltam também. Recentemente ela foi ao veterinário, foi examinada, mediu temperatura e fez exame de sangue, mas não havia nada errado. Infelizmente temos que prendê-la ou a vizinhança toda não dorme.

    Agora estamos tentando fazer longas caminhadas com os dois dia sim/dia não, mas por enquanto não deu resultado.

    Um detalhe curioso: quando ela late de madrugada e eu chamo sua atenção na esperança de não precisar prendê-la, às vezes ela pega um osso que ela tem, deita tranquilamente e começa a roê-lo, como se nada estivesse acontecendo. Enquanto eu estou na janela ela fica assim. É só eu sair da janela que os latidos voltam. Não é sempre que isso ocorre, mas vira e mexe ela tem esse comportamento quando eu chamo sua atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      lembre-se de que quando ralhamos com o cachorro ele é recompensado com nossa atenção.

      Por outro lado, nem sempre conseguimos ver claramente onde está o erro, e é nesses momentos que a visão e a opinião de outras pessoas (principalmente a experiência delas) podem ser úteis.

      Dificilmente um cachorro vai latir porque gosta de latir. Geralmente ele tem um objetivo em mente. No mundo selvagem, lobos não latem, e raramente verbalizam qualquer som. Seus uivos têm um objetivo, quer seja de acasalamento, comunicação ou intimidação.

      Cães selvagens também não latem por latir. Seus latidos são muito mais raros do que o que acontece com cachorros domesticados. Geralmente ocorrem quando é necessário caçar e reunir o bando, chamando aqueles que se encontram distantes.

      Nós, e a nossa vida, temos contribuído para fazer os nossos animais domésticos latirem como loucos. Muito dos problemas que enfrentamos com latidos são causados pelo nosso estilo de vida.

      Cães que não se sentem participantes da vida da família podem procurar chamar a atenção. Além disso, cachorros entediados costumam latir em demasia.

      Por essa razão o adestramento pode ser útil. Quando ensinamos o cão alguns truques e comandos ele percebe que tem um objetivo e é recompensado por esse objetivo. Isso afasta sua atenção dos latidos e o faz se concentrar em algo concreto.

      De qualquer forma você está no caminho certo, investigando as causas do latido e procurando respostas. Continue pesquisando, faça experiências, teste algumas situações. Em algum ponto a resposta irá aparecer.

      Boa Sorte!

      Excluir
  4. Tenho uma lhasa de 7 meses qd saimos de casa ela lati mto mesmo por mto tempo ja nao sei oq fazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      cães da raça lhasa são conhecidos pelo latido excessivo. É algo da própria raça. Tente utilizar nossas dicas e dê uma olhadinha neste artigo aqui:

      http://www.adestramento-para-caes.com/2013/05/o-adestrador-de-caes-quando-o-cachorro.html

      Boa sorte!

      Excluir
  5. ola boa tarde, tenho poodle toy, esta com 13 anos e toda vez que saimos de casa ele fica latindo muito, minha vizinhanca ta reclamando muito dizendo que ,e s,o eu sair ele late muito, e agora pra complicar o sindico do predio veio me avisar que devido AS MUITAS RECLAMCOES VAI TER QUE APLICAR MULTA E PARA EU TOMAR AS PROVIDENCIAS EM RELACAO A ISSO, MEU DEUS O QUE FACO, ELE JA ,E IDOSO , TEM ALGUM REMEDIO SEI LA.
    FICO NO AGUARDO
    LUCIENE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      neste artigo aqui nós damos várias dicas para ajudar no problema dos latidos.

      O cachorro que fica ansioso e agitado quando fica sozinho precisa ser adestrado com urgência, para evitar o comportamento excessivo.

      Dê uma olhadinha neste artigo:
      http://www.adestramento-para-caes.com/2013/05/o-adestrador-de-caes-quando-o-cachorro.html

      Boa sorte!

      Excluir
  6. Olá! Tenho duas fêmeas sempre se deram super bem, porém de uns meses pra cá as duas fêmeas brigaram cerca de 4 vezes, violentamente.
    A última briga uma arrancou um pedaço do rosto da outra! E desde então tenho que deixar as duas separadas, uma presa e a outra solta.
    Tambem tenho um macho, castrado e o que vem acontecendo é que os três ficaram absurdamente barulhentos, uivando muito e latindo demais. O macho late durante a madrugada mesmo estando um silêncio.
    Estou morrendo de medo, por que meu vizinho está me ameaçando! Falou inclusive que se não dermos um jeito nos cães, vai nos processar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Você não menciona a idade nem a raça dos cachorros. Caso as fêmeas não sejam castradas, pense nessa possibilidade. Algumas fêmeas podem se tornar extremamente territorialistas com relação a outras fêmeas. Além disso, há algumas técnicas de adestramento, que consistem em reaproximá-las lentamente, de forma a que se habituem uma com a outra novamente. Mantê-las separadas aumentará o estranhamento entre elas. Mesmo que não se vejam, elas continuam ouvindo o latido e sentindo o cheiro da outra. Elas continuam "discutindo", mesmo separadas.

      Com relação ao cachorro, ele se encontra no meio da situação. Ele ouve as cachorras latindo e verbalizando uma contra a outra, e por estar no meio, ele se insere nessa disputa.

      Mesmo quando tudo acaba silenciando ele fica agitado e começa a uivar. Essa parece ser a dinâmica dos cachorros na sua casa. A briga deixa todos agitados. Invista em adestrar as cadelas, para que aceitem a presença uma da outra.

      Dê uma olhadinha nos nossos artigos de adestramento. Utilize a técnica de alimentá-las perto. Mantenha-as a uma distância segura, mas mostre que irá dar guloseimas a cada uma e faça com que elas vejam isso. Aos poucos vá aproximando-as, sempre com a mesma técnica.

      Quando um cachorro vê outro ser alimentado e aceita pacificamente porque sabe que também vai ganhar uma guloseima, ele aprende a aceitar a presença do outro.

      Há outras técnicas. Pesquise em nosso blogue.

      Boa Sorte!

      Excluir
  7. Olá,

    tenho 3 cachorros. 2 shi tzus (1 de 13 anos e outro de 2 anos) e 1 vira lata de porte médio/grande, tipo labrador.

    Moro em apartamento e o vira lata age quase como um cão de guarda. Late quando ouve qualquer barulho do lado de fora, tocando a campainha, da minha casa ou do vizinho, ou alguém andando no corredor. Os cachorros menores, as vezes, acompanham o maior nos latidos. Quando chega visita ele late também, quase sempre. Assim como quando chegamos em casa.

    Quando estamos em casa, o problema é menor, mas ainda assim ele late quando ouve alguns desses barulhos.

    No entanto, nosso maior problema tem sido algumas vezes que estamos fora de casa. Os vizinhos têm "falado" que ele fica latindo incessantemente, independente de horário.

    Ele foi um vira lata que pegamos na rua há cerca de 3 anos. Segundo os veterinários, hoje deve ter uns 10 anos. Ele estava muito machucado quando pegamos, com diversas feridas e sérias possibilidades de morrer. Hoje já está totalmente recuperado e recebe muito carinho e atenção. Passeia 2 vezes ao dia, a 2ª com um passeador, em que anda longa distância.

    O que podemos fazer para tentar fazê-lo latir menos? Especialmente quanto a esses barulhos que vem do corredor do nosso prédio?

    Obrigado

    Allan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Há alguns cachorros que são mais barulhentos do que outros. A própria natureza deles os faz mais agitados, nervosos e territorialista.

      Quando seu vira-latas late para o corredor do prédio, ele está defendendo seu território contra ameaças que ele não consegue enxergar. O problema é que sabemos que não se tratam de ameaças, mas ele não sabe.

      O melhor é ensiná-lo a ignorar esses ruídos. No nosso e-Book "28 Truques para Fazer o Cachorro Parar de Latir Imediatamente" nós ensinamos algumas técnicas para "enganar" o cachorro, impedindo-o de prestar atenção aos ruídos que não devem ser importantes para ele, como a campainha, os sons no corredor, etc.

      Uma boa técnica é você pedir para alguém tocar a campainha e, nesse momento, antes dele latir, mudar o foco da sua atenção com um brinquedo que ele gosta, ou uma guloseima. Dessa forma ele pode assimilar que sempre que a campainha toca ele recebe um prêmio. Isso o faz deixar de ficar de prontidão na porta e o faz procurar você ao ouvir o ruído.

      Mas neste artigo aqui nós já passamos várias dicas para ajudar com o problema dos latidos. Lembre-se que há condomínios que multam proprietários de cães barulhentos. Além do risco do cãozinho sofrer alguma violência por parte dos vizinhos.

      Quanto aos latidos quando ele está sozinho, dê uma olhada neste artigo aqui:

      http://www.adestramento-para-caes.com/2013/05/o-adestrador-de-caes-quando-o-cachorro.html

      Boa Sorte!

      Excluir
  8. Olá,

    Tenho uma cadelinha da raça Lhasa Apso, ela é um amor. Muito carinhosa com os de casa, mas quando vê qualquer pessoa estranha fica latindo direto. Seja visita ou alguém que vai passando. As pessoas levam muito susto com ela. Algumas pessoas querem acarinhar ou brincar com ela, mas ela não quer saber. O que posso fazer pra melhorar esse comportamento dela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Cachorrinhos dessa raça podem ter uma necessidade maior de latir. Eventualmente agregam ao latido a mordida. Isso é normal e pode-se dizer que é até esperado.

      Você pode seguir as dicas que damos neste artigo para que ela pare de latir.

      Com relação às pessoas estranhas, existem alguns truques que podemos utilizar nesse sentido.

      Se você tiver condições de fazer isso, sugerimos que peça a alguém para auxiliá-la nesse treinamento. É um condicionamento que se faz com o cachorro, e que ajuda a prevenir esse tipo de atitude.

      Peça que um "estranho" se aproxime. Se o cachorro late quando tocam a campainha, peça que toquem; se o cachorro late quando entram no portão, peça que entrem (você não diz se mora em casa ou apartamento). Enfim, exponha a cachorrinha à situação que a faz latir. Isso se chama de treino de dessensibilização.

      Faça com que o "estranho" dê um petisco para ela. Repita a situação várias vezes, fazendo com que ela seja exposta à situação estressante que a faz latir. Se cada vez que um "estranho" aparecer e lhe der um biscoito, por exemplo, ela vai assimilar que a chegada de pessoas desconhecidas é um prêmio. E vai parar de latir ou tentar morder. Lógico que você não deve deixar que estranhos entrem na sua casa. Mas peça para que conhecidos seus, e que sejam desconhecidos da cachorrinha, auxiliem você. Dessa forma você vai estar ensinando a ela que pessoas desconhecidas não significam, necessariamente, risco.
      Boa Sorte!

      Excluir