Adestramento para Cães - Adestramento de Cães


Como adestrar seu cachorro


Adestramento de cães é uma forma moderna de ensinar os animais domesticos o que podem e o que não podem fazer.

É a única maneira de se ter uma convivência pacífica com nossos animais de estimação.

O artigo de hoje é uma série de artigos que têm por objetivo esclarecer algumas dúvidas dos donos quando o assunto é o adestramento de cães.


Adestrar nossos mascotes não é apenas ensinar truques. É muito mais do que isso.


Todas as raças de cachorros são adestráveis e precisam receber a educação básica, no mínimo.

A importância do adestramento

O treino para as práticas diárias é importantíssimo. O xixi e o cocô no lugar certo causa muita confusão na família, às vezes.

E, no entanto, é um treino bastante fácil de fazer, não é necessário ralhar com o animal ou castigá-lo.


Primeiramente devemos estabelecer qual a origem do cachorrinho:

1) Feiras de cachorros para adoção:

Ao se adquirir animais de estimação nessas feiras, nem sempre é possível verificar que tipo de criação eles tiveram.

É bastante comum, aliás, que tenham sido vítimas de maus-tratos, ou negligência por parte dos donos (quando os tiveram, pois é bastante comum o abandono do cãozinho ainda quando filhote).

2) Quando o objetivo é adotar cachorro de rua:

Adotar cães de rua é um empreendimento de risco. Cachorros que viveram muito tempo sem um lar, talvez sem nunca terem tido uma família (que eles identificam como sua matilha), podem ser bastante ariscos e desconfiados. 

É normal que eles tenham um comportamento de latidos excessivos, por exemplo. Você talvez tenha que adestrá-los a pararem de latir, entre outros hábitos ruins que deverão ser abandonados.

Por outro lado, devemos pensar se os latidos demonstram algum transtorno de comportamento no cãozinho. Caso ele esteja alterado, isto é, se manifestando de forma teimosa, irritante, excessiva, talvez você devesse dar uma olhada neste artigo aqui.

3) Filhotes de cachorro para adoção:

Nesse item temos duas variantes: a) filhotes de cachorro que viveram em uma família que, agora, por algum motivo, não os podem manter, e os colocam para adoção; b) filhotes de cachorro que foram resgatados da rua ou de alguma situação de risco. 

Por incrível que pareça a última alternativa é a melhor.


Veja bem, um cachorrinho novo, ainda filhote, resgatado da rua, não teve qualquer tipo de treino ou adestramento.

Melhor ainda, não teve oportunidades de adquirir vícios. Famílias que decidem se livrar do filhote o fazem, em geral, por não se habituarem com as necessidades do bichinho. 

Leia também: Cama para cachorro - 10 dicas importantes

Nessa situação, sequer iniciam algum projeto de educação para o ele.

Observando essas três situações, é possível optar por alguns modelos de adestramento que servem para aquelas situações básicas da vida em família.


A saúde do cachorro

Cachorrinhos adotados nas feiras, ou mesmo aqueles adquiridos da rua ou de outra família, devem estar, acima de tudo, desverminados e vacinados.

Algumas doenças, como a cinomose, são altamente contagiosas.

A saúde do bichinho deve ser prioridade, visto que os outros cachorros porventura existentes na casa podem ser infectados.

O mesmo com relação aos cães de rua quando adultos, pois o grau de parasitismo neles costuma ser severo. 

A desverminação e o cuidado com pulgas e carrapatos são obrigatórios nesse caso.

Como não se sabe o histórico de saúde do animal, o quadro de vacinas deve ser regularizado, aplicando-as todas. Durante esse período, a quarentena é sugerida, caso existam outros animais na casa.


O cocô no lugar certo

Junto com o problema dos latidos, ensinar o lugar certo para fazer suas necessidades é uma das maiores fontes de estresse ao se adquirir um cachorro.

O adestramento moderno sugere o treinamento positivo. Seu cachorro ainda não entende qual a dinâmica da sua casa, portanto, antes de qualquer coisa, deve ser estimulado positivamente quando fizer o correto. 

Lógico, vai demandar algum tempo, principalmente se ele for adulto, mas é a melhor ideia.

Tenha em mente onde você quer que ele faça suas necessidades. Se você morar em uma casa, com pátio, e quiser que ele utilize o jardim, esse vai ser seu objetivo inicial. 

Nesse caso, se ele for filhote, verifique quais os horários de ele ir para o banheirinho.

Filhotes de cachorro costumam estar preparados para defecar cerca de meia hora a 45 minutos depois de se alimentarem.

O cãozinho vai demonstrar estar com vontade quando começar a cheirar muito o chão, dar voltas ao redor de si mesmo e começar a abrir as pernas traseiras. 

Leve-o imediatamente ao local apropriado e espere ele terminar. Depois, elogie-o e lhe dê um prêmio.


Por que premiar o cachorro?

Essa atitude vai fazê-lo compreender rapidamente seu objetivo, e o cãozinho vai adorar obedecer. 

No entanto, se ele não fizer suas necessidades logo ao ser levado para o local certo, tire-o de lá.

Ele não deve ficar com medo do seu banheirinho (como se fosse um local de castigo), senão todo o adestramento pode ir por água abaixo.


O xixi no lugar certo

Quanto ao xixi, o procedimento deve ser o mesmo. Em todo o caso, existem algumas técnicas que fazem esse treino ser mais rápido.

Você pode adquirir aquelas essências que imitam o cheiro da urina canina (pipi-dog) e colocar um pouquinho em uma folha de jornal.

Leia também: Adoção de cães - 10 dicas para evitar incômodos

Ele vai identificar rapidamente onde deve fazer. Caso não queira comprar o produto, utilize uma jornal velho para captar a urina do cachorrinho e, depois de seca, coloque-a no lugar em que deseja que ele utilize. 

Dessa forma, seu próprio cheiro vai adestrá-lo.

Alguns cachorros, no entanto, às vezes desafiam a paciência do dono, escolhendo o lugar errado como banheiro mesmo depois do adestramento. 

Em geral esse comportamento é devido a alguma confusão ou carência que o animalzinho possa estar vivenciando.

Deixe para ralhar com ele apenas quando flagrá-lo no ato, e procure identificar a causa da ansiedade ou confusão, caso seja esse o motivo. 

Não deixe de reforçar positivamente as atitudes corretas.


Como adestrar cachorros velhos ou adultos

Se o cachorro for mais velho ou adulto, o ideal é se trabalhar exclusivamente com o cheiro dele. Identifique onde ele fez o xixi.

Esse local vai determinar sua escolha na hora de fazer cocô. Seque com o jornal o xixi e espere secar. Coloque a folha seca no lugar que ele deve utilizar para suas necessidades.

Leia também: Adestramento de cães idosos

Elogie-o quando fizer o correto, mas sem exageros. O cão maduro não precisa de estímulos em excesso. Basta saber que fez o que dele se esperava.

Lembre-se, animais adultos não regem bem às broncas. Se você precisar ralhar com eles, evite fazê-lo próximo ao seu banheirinho, pois eles podem assimilar a bronca ao local, e evitar "aliviarem-se" nele. Isso dificultará muito o treino.

Dica: na internet (em pet shops online), ou em pet shops reais, existem essências que ajudam no adestramento. Elas têm um odor que o cachorro odeia. 

Deve-se borrifar um pouco dessa essência em locais em que ele esteja proibido de se "aliviar".

Se você não quiser comprar, pode ainda usar vinagre nos locais em que o cachorro tenha cometido um "acidente". 

Limpe bem o local e passe um pano com bastante vinagre. Isso irá mascarar o cheiro, impedindo que o cachorro volte a sujar o mesmo lugar.


O cachorro não obedece

Tenha em mente que animais de estimação que apresentem comportamento errado, por terem adquirido vícios nas famílias anteriores, podem demandar um pouco mais de trabalho. 

O treino, nesse caso, deve ser focado nas atitudes positivas que eles demonstrarem, sendo sempre motivados a persistir no bom comportamento. 

Devemos compreender que na cabeça do cachorro, principalmente se ele for maduro, tudo o que foi ensinado antes, e que foi devidamente assimilado, terá que ser modificado. 

Isso gera um grande estresse no bichinho, que se esforçou tanto para aprender.

Por isso é preciso que se identifiquem os vícios que devem ser corrigidos - e apenas eles. 

Não convém tentar alterar todos os comportamentos do animal, mas apenas aqueles que você não está disposto a aceitar.

Certamente o local exato do cocô e do xixi é o maior inimigo dos bons momentos que passamos com o bichinho. Consertado isso, o resto é bem mais fácil.

O adestramento de cães difíceis e teimosos

Não esqueça de procurar material de qualidade para que seu cachorro tenha saúde e se comporte devidamente.

Invista na educação do seu animal de estimação. Um cachorro comportado e saudável é a melhor companhia que você pode querer.

Neste artigo aqui nós explicamos como os melhores adestradores profissionais conseguem adestrar cães difíceis, teimosos e hostis. 

O segredo desses adestradores é iniciar um programa de adestramento voltado à educação canina, com objetivos claros para o animal.


Cachorros que latem excessivamente

Neste artigo aqui, nós mostramos a você os riscos de ter em casa um cão que late sem parar, provocando problemas com a vizinhança inteira.


Conheça métodos e truques para diminuir esse barulho e pacificar os cachorros mais nervosos.

Até mais!