Cama Para Cachorro (Parte 1) - 10 Dicas Importantes


Caminha para cachorro



Você sabe como escolher uma cama de cachorro? 

Hoje elas são de uma variedade impressionante.

Mas qual a importância real e qual o impacto na saúde do seu animal de estimação, quando você pensa em uma caminha para cachorro?

A parte estética é o suficiente? Ou a cama deve ter outras virtudes que garantam a seu mascote uma boa noite de sono?


Caminhas para cachorro


Já sabemos que na verdade um cão é capaz de dormir quase que em qualquer lugar. Basta um cantinho aconchegante para ele se esticar e cair no sono. 


Cães parecem não ter uma exigência muito grande em relação ao leito onde vão adormecer. 


Uma cama de cachorro pode ser um simples pano no chão, uma toalha, um casaco velho.

Seu cachorro vai aceitar sem reclamações.


O cachorro vai dormir em qualquer lugar?


Isso é o que pensamos. Na verdade existe todo um ritual para que o cachorro encontre o lugar certo para descansar.

É normal ele escavar e desarrumar as roupas da sua caminha, fazendo um bagunça enorme. 

Na verdade ele está construindo uma cama para cachorro.

Trata-se de um comportamento instintivo; no mundo selvagem ele estaria removendo a terra para deixar à mostra a parcela mais macia de solo, retirando pedrinhas e gravetos que o deixariam incômodo e verificando a existência de insetos e outros bichos perigosos. 

Dessa forma, um chão inóspito se transformaria em uma cama de cachorro.

Além disso é normal o cachorro girar sobre o próprio corpo diversas vezes até encontrar a posição ideal. 

Como o comportamento anterior, é tudo instintivo. Ao girar, ele procura estabelecer a correta orientação das correntes de ar. 

E isso é muito importante no mundo selvagem. Um detalhe desses pode representar a diferença entre vida e morte, pois elas (as correntes de ar) trazem até seu olfato a informação da presença de inimigos que por ventura estejam por perto.

Lógico, na sua casa ele não estará exposto ao perigo. Mas o comportamento permanece. E não só esses, mas alguns outros. 


Cama de cachorro - o local é importante


Várias vezes os donos se perguntam por que eles adoram subir no sofá - ou na cama. 

Leia também: Adoção de cães - 10 dicas úteis

Para o cachorro esse comportamento é importante por dois motivos: primeiro porque ele vai estabelecer um vínculo com o seu dono, se for permitido o acesso ao móvel; e em segundo lugar, ele quase sempre vai dar preferência aos locais mais altos. 

Assim pode "ficar de olho" em tudo o que passa ao redor. Puro instinto de sobrevivência.

Pensando assim, que tal dar uma olhadinha aqui, e ver um guia passo a passo da construção de uma cama para cachorro em PVC?

Com relação à cama de cachorro, os cuidados que devem ser levados em conta na escolha são poucos, mas importantes. 

 Confira 5 dicas para a cama de cachorro:

1) A cama deve ser feita de um material que permita o suporte adequado ao corpo do seu cachorrinho. 

Cães com problemas como artrose ou displasia, ou ainda, cães com idade muito avançada, podem ter seus problemas agravados se a almofada for muito macia. Nesse caso, o ideal é investir em uma cama suspensa.

2) A existência de uma cama de cachorro dá segurança para ele. Logo vai compreender que aquele lugar lhe pertence. 

Ali vai se aconchegar, se esconder, se proteger. Por isso, camas para cachorro que imitam tocas ou que tenham as bordas mais altas são as preferidas.

3) A temperatura do lugar em que você mora é muito importante. Se o clima for muito quente a maior parte do ano, dê preferência aos tecidos naturais como algodão, e tramados mais abertos, que permitem a troca de ar. 

Pode optar também pelos tecidos frios. Já se o clima for frio a maior parte do ano, prefira camas de cachorro com tecidos mais quentes, e abuse dos cobertores macios.

Leia também: Acessórios para cachorro (Parte II)

4) Dê preferência às camas que os mantém longe do piso. Além de evitar que eles entrem em contato com a poeira e a umidade, elas vão diminuir as chances de aparecerem calos. 

Outra coisa importante é que, longe do chão, é menor a pressão exercida nas suas articulações.

5) Verifique o tamanho da cama. Cães gostam de se sentir aconchegados. Uma cama grande pode não lhe dar a impressão de que é o "seu cantinho". 

Por outro lado, uma cama pequena demais pode fazê-lo sentir-se desconfortável e dolorido. A medida exata é o melhor caminho.

Se o seu cachorro é ainda filhotinho, tenha em mente o seguinte:

1) Camas de cachorro muito altas, ou com as abas laterais maiores, podem representar riscos de queda.

2) Outra fonte de risco são almofadas com fechos metálicos aparentes e camas feitas de material muito frágil, como algumas madeiras, vime ou palha. Os cãezinhos adoram roê-las, podendo engasgar ou intoxicar-se.

3) Lembre-se: é sempre melhor escolher camas e almofadas que sejam de fácil limpeza e laváveis.

4) Ensinar seu cachorrinho que aquele é o seu lugar é muito importante. Quanto mais cedo melhor.

5) Além de escolher a caminha, escolha também o local da casa em que ela vai ficar, evitando mudá-la de lugar frequentemente. 

É muito importante ele ter a segurança de encontrá-la onde a deixou.

Uma cama para cachorro ideal é aquela em que ele se sentirá bem e à vontade.