Olhar de Culpa

Adestramento de Cães apresenta hoje o resultado de um estudo realizado na Universidade Barnage, em Nova York, Estados Unidos, a respeito do olhar de culpa que acreditamos ver nos nossos cachorrinhos.

Esse olhar de culpa, aliás, é um dos grandes motivos porque alguns cachorros para adoção são mais rapidamente adotados do que outros. Alguns cães para adoção são mais eficientes ao despertarem a simpatia dos futuros donos, enquanto outros, que não aparentam culpa e tristeza no olhar, são menos propícios a serem adotados tão facilmente.

Algumas pessoas realmente pensam ver no cãozinho, às vezes, esse olhar de culpa, principalmente quando acabaram de fazer algo errado. O olhar, no entanto, pode ser algo projetado pelo próprio inconsciente do dono. 

Leia também: Adestramento de Cães - Adestramento para Cães

Alexandra Horowitz, cientista responsável pela pesquisa, afirma que sempre que um cachorro faz algo errado e recebe uma bronca, assume uma postura de humildade natural. Essa postura vai aparecer sempre que ralharem com ele. Isso demonstra que o cãozinho sabe sua posição hierárquica na matilha.

No entanto, o olhar de submissão não significa a mesma coisa que um olhar culpado. A culpa não existe no cachorro, apenas na mente do dono.

Somos levados sempre a acreditar que o animal apresenta os mesmos padrões sentimentais que nós, mas na verdade seus instintos são mais fortes que seus sentimentos. Por isso o olhar canino é subproduto desse instinto. É através do instinto que o animal sabe de que forma se comportar e se manter aceito em um determinado grupo. Isso significa que se o olhar triste e aparentemente culpado que ele assume surte efeito, ele vai repeti-lo como um padrão, como se tivesse sido adestrado para isso.


O mais importante é que devemos compreender como funciona a mente do cão para melhor conviver com ele. Sabendo aspectos como esse, fica mais fácil construir um relacionamento com o cachorrinho que não seja predominantemente embasado por erros.

Da próxima vez que seu cachorrinho dirigir a você olhares de culpa, pense primeiro se não é impressão sua. 


Depois, verifique se o bichinho não aprendeu esse comportamento com você mesmo.

Lembre-se: cachorros não sentem culpa. 

Nós é que sentimos por eles.