Adestramento de Cães - 6 Dicas para adestrar seu cachorro

6 dicas de adestramento de cães


Muita gente se pergunta de que forma funciona o adestramento de cães.

É normal, ainda, as pessoas acharem que o adestramento de cães é difícil.

Na verdade, todas as raças são adestráveis. Algumas mais facilmente, outras menos.

No entanto, ensinar truques e comandos é um processo muito simples e requer, na maioria das vezes, apenas um pouco de paciência e boa vontade.


Adestramento de cães é um negócio sério

Há quem pense que adestrar seu animalzinho significa apenas ensinar truques para divertir a família. 

Isso é um erro; treinar seu cão é imprescindível para uma perfeita relação dono-mascote.

Os comandos, se bem ensinados, atuam no comportamento geral dos animais.

Alguns treinos são importantes para estreitar a amizade entre o dono e seu pet, estabelecer a hierarquia e auxiliar na contenção do bicho, quando necessário.

Por esse motivo, selecionamos 6 dicas de treino para você experimentar em casa.


Adestramento de cães - quem adestra quem?

Às vezes fica difícil descobrir se é você quem o está treinando ou se ele é quem treina você.

Muitos animais não gostam de aprender truques novos pois, para eles, qualquer espaço de tempo utilizado em outra coisa que não seja se divertir, dormir ou comer, é bobagem.

Pensando assim, eles irão agir de todas as formas para fazê-lo desistir da ideia. E o pior: eles conhecem você melhor do que você a eles.

Cães muito preguiçosos ou teimosos (aqueles que não aceitam de forma alguma o treinamento) podem dificultar um pouco esse momento importante.

Dê uma olhada neste material aqui, para o adestramento de cachorros mais difíceis, inclusive aqueles mais raivosos e que se recusam a aprender devidamente.

Como o cachorro sabota o treino?

A melhor maneira de um cachorro desestimular o dono é através da indisciplina. 

Ele vai "esquecer" de ouvir você, vai se interessar subitamente por qualquer borboleta que passe, ou até mesmo uma formiguinha.

Vai ficar surdo de repente, fazendo-o repetir mil vezes o comando sem parecer ouvir.

Ao perder a paciência, o dono começa a se desesperar e pensa: "comprei (adotei) o cachorro mais burro da Terra".

E é isso mesmo que ele quer que você pense, o sabidão.


Olhar de tristeza - a arma do cão

Alguns cachorros se especializam no olhar triste. Você está repetindo pela centésima vez o comando, e ele está quase dormindo de tédio.

Nesse momento você ralha com ele, dando uma bronca tamanho família, e o cachorrinho olha nos seus olhos com a cara mais tristemente deslavada do mundo. Você joga a toalha e desiste.
Como esse truque quase sempre funciona, o cachorro vai procurar utilizá-lo com alguma frequência.


6 dicas importantes no adestramento de cães

1) conheça bem seu animal de estimação. Você deve saber como convencê-los, quando necessário.

Alguns cachorros são mais atraídos pelos petiscos. Outros gostam mais dos brinquedos.

Se seu cão elegeu um brinquedinho como o prêmio mais preferido, utilize esse brinquedo como moeda de troca sempre que ele agir corretamente durante o treino.

Alguns donos se frustram porque seus animais não ligam muito para as guloseimas. Preferem desobedecer as ordens do que ganhar um prêmio.

Nesses casos é bom verificar o que os motiva, se é um brinquedo, a gratidão do dono ou um petisco. 

Nem sempre um cachorro irá agir como os outros. Cada um tem uma personalidade própria, embora as guloseimas façam muito sucesso nessas modalidades de adestramento.

2) Escolha o tipo de treino que se adapte a seu cãozinho.

Você vai utilizar a abordagem positiva?

Isso significa que vai recompensá-lo por cada comando cumprido com êxito.

A abordagem positiva funciona através da gratificação e do estímulo positivo ao cachorro, funcionando muito bem com animais comportados, que ouvem com atenção a voz do dono e não costumam ter problemas disciplinares.

As raças mais calmas de cachorro se adaptarão perfeitamente a esse tipo de treino.

Por outro lado, se vai utilizar o reforço através da disciplina, significa que seu cachorro vai ter que executar as ordens devidamente, sem premiação.

Sua recompensa é compreender que agiu corretamente.

Em treinos desse tipo, evite utilizar-se do reforço negativo, isto é, ralhando com ele quando não executa direito a sequência correta.

3) Tenha a certeza de ter captado a atenção dele. Tentar adestrar um cachorro sem que ele esteja focado no treino é uma péssima ideia. 

Além de estressar o bichinho, você vai se estressar também, porque não vai conseguir mantê-lo interessado na tarefa.

Situações que podem distrair seu cachorro geralmente estão relacionadas a odores interessantes (para ele), ruídos diferentes ou alguma situação estranha que ele tenha percebido.

Se o cachorro é castrado, fêmeas no cio não irão distraí-lo. No entanto, o cheiro de comida, ou de outros cachorros por perto podem fazê-lo esquecer das obrigações.

Leia também: Cama para cachorro - 10 dicas importantes

Além do mais, latidos insistentes de cães da vizinhança podem dificultar o processo. O cão, naturalmente, sente vontade de responder quando o outro cachorro acoa. Isso é natural.

Tenha em mente que o seu cachorro, com o tempo, e com o adestramento, irá dar cada vez menos importância a essas distrações. Mas em um primeiro momento elas são difíceis de ignorar.


Com quantos meses já posso adestrar meu cachorro?

4) A maioria dos filhotes de cachorro já pode ser adestrada a partir dos 4 meses de idade. 

Leia também: Como fazer o cachorro parar de latir

É nesse momento que ensinamos o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo, se habituar a ficar sozinho durante um período de tempo e a não latir em excesso.

A partir dos 6 meses, filhotes de cachorro já podem receber comandos mais básicos, como "senta", "deita", "cumprimenta (dar a patinha)" e outros.

Como o animal ainda é jovem, evite ralhar ou puni-lo, pois ele deve assimilar que o treino é um momento divertido para curtir com o dono, e não a hora do terror.


Truques novos para cachorros velhos

Ao contrário do que se pensa, cachorros idosos, ou maduros, podem sim aprender truques e comandos de adestramento.

Leia também: Cachorros idosos - adestramento

Lógico, talvez tenham um pouco mais de dificuldade e demorem um pouquinho mais.

Mas não significa que não consigam assimilar comandos novos.

Treiná-los disciplinarmente, isto é, demonstrando o que deve ser feito e agradecendo-lhe por isso, é uma forma mais eficaz do que o treinamento com petiscos, nessa fase da vida.

No entanto, depois que o cachorro adulto compreende corretamente o comando, e o executa da forma exata, pode ser recompensado. 

A recompensa deve ser algo que o estimule a repetir com prazer os exercícios.

5) Tenha paciência. Cachorros não falam a nossa língua. Mesmo assim, conseguem compreender algumas palavras isoladas, que são precisamente aquelas que utilizamos nos treinos. 

Para que eles consigam relacionar as ordens com as tarefas, é preciso repeti-las até que eles assimilem a nossa intenção.

Algumas raças de cachorros são mais propensas a obedecer comandos, como os pastores. 

Outras, parecem se recusar a acatá-los, como os Beagles. Tudo depende da paciência e da recompensa certa.


Qual o melhor local para treinar meu cão?

6) Escolha um local que ele conheça. Evite adestrar o cachorro em locais públicos ou desconhecidos para ele, pois a novidade e a presença de objetos, pessoas e outros animais que ele não conheça podem distraí-lo, dificultando o aprendizado.

Prefira ensinar-lhe os comandos na sua própria casa ou, na impossibilidade, em um local neutro e calmo, onde ele não possa perder o foco.

Lembre-se, o cachorro sabe quando suas atitudes agradam ao dono. 

Seu maior interesse é agir de forma a ser recompensado. A melhor dica é sempre indicar-lhe as atitudes corretas para que ele tenha a oportunidade de mostrar o que aprendeu.

Até breve!



Artigos relacionados: