Adestramento de Cães - Adestrando filhotes


Adestramento de cães - filhotes


Quando adotamos filhotes de cachorro devemos estar cientes de que será preciso haver um pequeno período de adestramento.

A educação do filhotinho deve ser planejada de acordo com as atividades e o tipo de vida que a família tem.

Normalmente há raças de cachorro mais festivas e brincalhonas, que são ótimas para famílias maiores e com mais tempo disponível.

Há outras raças de cães mais calmas e pacíficas, que se adaptarão a famílias menores e menos agitadas.


O ideal é verificar as diferenças entre cada raça e adotar animais de estimação que se encaixem nos hábitos da família.

De qualquer forma, seu cachorrinho provavelmente se adapte muito bem à rotina da casa.


Para que isso aconteça, basta ter algumas noções de adestramento de cães.


Para que o cachorro se adapte


Em alguns casos a adaptação do cachorrinho pode ser mais lenta, em outros, mais rápida. Tudo vai depender da maneira como o vamos adestrar.

Filhotes de cachorro muito novinhos terão algumas dificuldades em compreender alguns comandos.

Para ajudar nessa empreitada, selecionamos algumas dicas importantes.

Elas são úteis para você iniciar o treinamento do seu cachorrinho enquanto ainda filhote.

As noções de disciplina e respeito que ele aprender aqui o seguirão pelo resto da vida. 

Igualmente, as noções de indisciplina e desrespeito que ele adquirir, estarão com ele na maturidade, tornando mais difícil seu treino.

Os primeiros dias com o filhote


Tenha em mente que, durante esse período, o cachorrinho deverá estar junto com o dono a maior parte do tempo. 

Isso tornará mais fácil corrigi-lo e recompensá-lo quando necessário.

Animais domesticos que ficam muito tempo sozinhos desde cedo podem adquirir maus-hábitos, pois não há ninguém por perto para lhes ensinar o que é certo e o que é errado.

Ao supervisionar as brincadeiras e as atividades diárias do cachorrinho, o dono consegue perceber coisas como o temperamento do cão, seus gostos e o tipo de personalidade do animal - se é dominante ou muito agressivo, se é medroso e tímido, etc.

Ao mesmo tempo, você deverá reservar alguns momentos para que o cachorro esteja sozinho, ou, ao menos, pense estar. 

Esses intervalos servem para que ele desenvolva um pouco a independência e não fique muito "grudado" no dono, o que pode ser bastante desagradável nos momentos em que o animal tiver que ficar em casa sozinho.

O adestramento de cães é um processo que busca, entre outras utilidades, ensiná-lo a aguardar calmamente o retorno do dono.

Se ele se apegou demais, pode fazer um escândalo, não querendo parar de latir, ou destruindo e roendo a casa.

Adestramento básico de cães


O adestramento básico de filhotes de cachorro é possível a partir de 4 meses de idade. 

No entanto, como cães podem ter um nível de amadurecimento diferente entre eles, é possível que seu cachorrinho esteja pronto para ser adestrado apenas a partir dos 6 meses. 

É necessário verificar se seu cachorro já consegue aprender comandos simples, se já é capaz de se concentrar em algumas atividades. Isso pode variar de cão para cão.

Embora nem todos os proprietários queiram que seus cachorros aprendam truques e malabarismos, o adestramento de cães é essencial na vida de um cachorrinho.

Leia também: Por que os cachorros choram?

Através desses treinos, você estará apto a controlar o animal, de forma a que ele não ataque outras pessoas ou animais (mesmo de brincadeira), responda ao ser chamado e respeite a sua casa.

Cães criados sem a menor noção de educação podem, por vezes, se transformar em criaturas agressivas ou incômodas.

É muito comum ouvirmos falar de cachorros que "não têm jeito", ou que "não respeitam ninguém".

Para a boa convivência, e para que haja harmonia, é sempre bom treinar o bichinho a respeitar as regras da casa, da mesma forma como ele respeitaria as regras da sua matilha, se estivesse no mundo selvagem.

Ensinando o cachorro a deitar


Esse comando é bastante útil na contenção dos animais de estimação. 

Sua utilidade é visível quando a campainha da casa soa, ou quando visitas aparecem. 

O cachorrinho que não para de latir e pular nas pessoas fica rapidamente imóvel e silencioso quando mandado, desde que tenha aprendido essa noção.


O comando "deitar"

Comece com a coleira e a guia já colocadas no animal. Esta deve ser longa e fina. Passe-a por debaixo do seu pé.

O cachorro deve estar focado no dono. Se preciso, mostre a ele que você tem petiscos (biscoitos caninos ou outra guloseima que ele goste).

Mande-o deitar, falando de forma clara e firme. Cachorros conseguem reconhecer algumas palavras se as ouvirem com insistência e se estiverem ligadas a alguma recompensa. 

Ele, com o tempo, tem que saber o que "deita" significa.

Puxe levemente a guia, fazendo-a deslizar por baixo do pé, de forma a que o cachorrinho seja obrigado a ir se deitando. Não é necessário o uso de força ou pressão excessiva. 

Logo ele vai perceber que sempre que você diz "deita" a pressão na guia o força a deitar.

Recompense-o e o elogie bastante, logo que ele obedecer.

Alguns cachorros são mais "espertos" e não necessitam do auxílio da guia. Nesses casos, basta empurrar o animal até o chão e recompensá-lo algumas vezes, e ele compreenderá.

Caso não funcione, utilize a dica da guia passando sob seu pé.


Ensinando a ficar parado


Esse comando é de grande utilidade para animais domesticos no dia a dia. 

Pode ser necessário em locais onde não se pode entrar com cães, como restaurantes, farmácias e supermercados.

O cachorrinho deve ficar do lado de fora, aguardando, sem se mexer.

Leia também: Como fazer o cachorro obedecer

A importância desse comando é poder evitar que o animal se meta em confusões, se perca e até corra riscos. 

Veja bem, se ele não obedecer o dono, pode ter vontade de sair por aí explorando o ambiente, e se perder. Ou pode querer atravessar uma rua movimentada, ou seguir algum outro cachorro.

Ao compreender que não deve se mexer, ele estará à salvo desses riscos.

Este treino pode ser ensinado logo após ele aprender a deitar.


O comando "ficar parado"


Faça assim: mande-o deitar e afaste-se lentamente. Depois, finja que vai embora. 

Ele irá querer acompanhá-lo, e deve ser impedido. Impeça-o de o acompanhar e mande-o deitar novamente.

Em geral, é um comando difícil para o cachorrinho, pois a tendência natural dele é estar a seu lado o tempo todo.

A dica é insistir e repetir o máximo de vezes, recompensando-o sempre que agir corretamente.

Se você mora em apartamento, saia da sala, demorando-se em outro cômodo, e veja se ele permaneceu quieto no seu lugar.

Se você mora em uma casa, afaste-se e vá até o carro, por exemplo. 

Como cachorros adoram passear de carro, ouvir o som das portas batendo ou do motor sendo ligado é quase irresistível para ele. Dê uma bronca, se o cachorro saiu do lugar. Recompense-o, se ficou.

Com alguma paciência, e treinando bastante, ele vai compreender e aceitar esse comando com alguma facilidade.


Ensinando o cachorro a vir até você


Esse é o ensinamento mais fácil do treino básico.

Seu cachorro pode aprender a se aproximar, quando chamado pelo nome, mantendo-se uma corda longa na guia, presa à coleira.

Espere ele se afastar bastante, então chame-o pelo nome, ou por um comando que ele deva obedecer. Se não vier, vá puxando a corda e repetindo firme e lentamente a ordem. 

Recompense-o, quando estiver próximo.


Ensinando o cachorro a buscar a bolinha


O  mesmo comando pode ser utilizado para ensiná-lo a devolver a bolinha. Alguns cachorros adoram correr e brincar com uma bola, mas se "esquecem" de devolvê-las ao dono para que este possa jogá-la de novo.

Utilizando-se da corda, jogue a bolinha e espere ele pegá-la. Mande-a devolver, puxando a corda lentamente para que ele vá se aproximando. Quando próximo, troque a bola por um petisco. E jogue-a de novo.

Ele vai compreender que, sempre que lhe devolve a bola, ganha um petisco.


Ensinando a passear com o dono


Já escrevemos um artigo sobre o passeio com o dono, em Aprendendo a passear com o dono

O artigo inteiro foi planejado levando-se em conta as queixas mais comuns sobre o passeio. 

Cachorros que arrastam o dono, ou que decidem para onde devem ir e quanto tempo a atividade vai durar; que se metem em confusões, fogem, brigam com outros cachorros, comem porcarias na rua, etc.

De certa forma, podemos, ainda, acrescentar esta outra dica, que pode ser útil quando seu cachorro insiste em o arrastar pela rua.

Pise na guia, para que, cada vez em que ele quiser passar à sua frente, leve um tranco e desista. Repita essa atitude tantas vezes quanto necessário.

Outra dica mais simples que pode ser utilizada: pegue um galho de árvore e leve junto no passeio. 

Coloque-o na frente do cachorro, quando ele quiser avançar e decidir pra onde vocês devem ir. Tendo a passagem obstruída sempre que tenta ultrapassá-lo, ele logo compreenderá que deve respeitar seu passo, se quiser caminhar sem ser barrado.


Adestrando filhotes de cachorro


De uma forma geral, o cachorro deve aprender com alguma facilidade esses ensinamentos, desde que repetidos de forma compreensível e clara.

Você pode querer ensinar novos truques e comandos no futuro, ou restringir-se a esses. 

Tanto faz, o importante é que o cachorrinho obedeça o dono, evitando tornar-se um animal sem educação e indisciplinado.

Com esses comandos básicos, seu cachorro estará apto a comportar-se devidamente e irá interagir com as pessoas e outros animais de forma conveniente, e nas mais variadas situações.