O que fazer para ganhar um cão?

Como convencer seus pais a lhe darem um cachorrinho

Alguns pais não gostam nem um pouco da ideia de dar um cãozinho a seus filhos.

Entre os argumentos mais utilizados, estão o problema com as doenças, alergias e a bagunça.

No entanto, são conhecidos já há algum tempo os benefícios que a companhia de um cachorro traz às crianças. E não apenas cachorros, mas animais de estimação de uma forma geral.

Adestramento de cães apresenta hoje algumas dicas para convencer os pais da necessidade de dar a seus filhos uma boa companhia canina.

Cães dóceis e companheiros são mascotes importantes na vida de qualquer pessoa.

Sua existência na infância é lembrada quando nos tornamos adultos e cheios de histórias para contar sobre nosso mascote.

No entanto, muitos pais têm uma verdadeira lista de motivos que usam para evitar adquirir um cachorrinho.

Veja 5 motivos porque os pais, às vezes,  não aceitam adquirir um animalzinho de estimação para seus filhos.


1) Cachorros têm doenças


Cachorros só transmitem doenças se estiverem doentes. Assim como seres humanos, os animais precisam estar infectados para conseguirem contagiar outros animais.


-->
É mais fácil pegar uma gripe andando de metrô ou ônibus do que contrair qualquer coisa do seu cachorrinho, desde que ele seja vacinado e devidamente saudável.

Alem do mais, é comprovado que crianças pequenas que têm animais de estimação acabam desenvolvendo melhor seu sistema imunológico. O fato de estarem expostas a bichinhos de estimação desde cedo é importante no seu desenvolvimento.

2) Cachorros fazem xixi por toda parte


Cães machos realmente urinam para marcar território. Ele vai, mais dia menos dia, escolher alguns cantos da casa para "marcar" sua presença.

Se você está pensando em adotar cachorro (ou comprar cachorro), uma alternativa é adquirir uma fêmea.

Elas não têm necessidade de demarcar territórios, e são mais facilmente adestráveis.

Por outro lado, um cãozinho pode ser castrado, o que diminui drasticamente sua vontade de marcar presença - e não altera sua personalidade.

3) Cachorros morrem


Como todas as pessoas, cães eventualmente morrem. A criança certamente irá ficar triste, talvez até sentir-se perdida. Pode não conseguir compreender o que aconteceu.


Esse é um bom momento para conversar com ela sobre os fatos da vida.

Psicólogos têm se manifestado em sua maioria a favor dessa experiência.

Aprender a lidar com a dor da perda, através dos animais que nos acompanham no dia a dia, é uma forma mais amena de descobrir sentimentos mais fortes que, certamente, estarão presentes em alguns momentos da nossa vida.

Através da experiência, podemos, desde cedo, compreender melhor sobre nossa própria finitude.

Pais que pensam em poupar aos filhos a dor da perda, os farão contemplar dores maiores ainda, sem estarem preparados, quando perderem entes queridos.

4) Cães fazem muita bagunça


Cachorros adestrados são obedientes e quase sempre respeitam os objetos da casa em que vivem.

O adestramento de obediência e disciplina, se devidamente incluído cedo na educação do cachorrinho, é útil e necessário no controle do animal.

O adestramento de cachorros é um processo fácil e divertido, se bem planejado.

Com o tempo, se bem adestrado, o cachorro começa a compreender os comandos e o tipo de comportamento esperamos dele.

Além disso, cães de raça apropriada e treinados, são como babás para crianças menores, protegendo-as, observando-as e responsabilizando-se por elas.

5) Criar um cachorro é muito caro


Realmente, um cachorrinho precisa de vacinação, remédios e alimentação adequada.

No entanto, se pensarmos que ele pode ser um amigo leal, companheiro, psicólogo, confidente, guarda-costas e babá, talvez a conta não saia tão alta assim.

Mesmo que demande certos cuidados e preocupações, ter um cãozinho geralmente acaba valendo a pena por conta da dedicação absoluta do animal pelo seu dono.

E, de qualquer forma, a menos que você queira adquirir um Mastim Siberiano, um cachorrinho dificilmente será o responsável por sua falência financeira.

Agora veja 5 motivos para que seus pais adquiram um cachorrinho


1) Cães são ótimos companheiros


Algumas crianças, por serem filhas únicas ou por timidez, ou até por dificuldades diversas, não têm muita companhia. Nesses casos, o contato constante com um bichinho de estimação ajuda a desenvolver a sociabilidade da pessoa.

Cães são ótimos aliados no desenvolvimento emocional de meninos e meninas que, desde cedo, aprendem a lidar com outro ser vivo, ampliando sua capacidade de empatia.

Além disso, mascotes são ótimos confidentes e parceiros de brincadeira.

2) Cães ensinam responsabilidades às crianças


Assim como aprende a se importar com outras vidas além da sua, a criança irá expandir seu senso de responsabilidade ao cuidar do cachorrinho.

Com um animal que depende dele, o garoto irá aprender os cuidados básicos, como a alimentação, a saúde, tudo o que é necessário para que o cão tenha uma vida saudável. Irá, mais cedo do que o normal, compreender que seus pais têm com o filho as mesmas preocupações que ele com seu bichinho de estimação.

Esse tipo de compreensão é muito importante, pois coloca a criança no lugar dos pais, e ela aprende o porquê de algumas decisões difíceis que seus pais tomam às vezes.

3) Ter um cachorrinho traz benefícios psicológicos


Como já dito, aumentam a responsabilidade e a sociabilidade.

Mas além disso, um cachorro é um confidente e amigo. Não por acaso é utilizado em diversos centros de tratamento, através da zooterapia.

Zooterapia é a utilização de animais no tratamento de seres humanos que tenham alguma deficiência ou dificuldade.

O contato com eles é sabidamente responsável pela diminuição da ansiedade e depressão, muitas vezes.

4) Cães são ótimos motivos para nos fazer sair da frente da televisão


Passear com o cachorro pode ser a única atividade física que muita gente faz hoje em dia. Um cachorrinho que precisa sair à rua para perambular um pouco acaba fazendo seu dono sair do sofá e respirar um pouco de ar puro.

Além disso, como já foi mencionado, muitas amizades (e até amores, por que não?) se iniciam em passeios com o cachorrinho em parques públicos.

O importante é que uma caminhada com seu mascote é uma atividade física importante para ambos. E sabemos que, às vezes, só mesmo um cachorro chorando para sair pra rua nos faz levantar do sofá.

5) Cães são muito apegados


Esse é um dos pontos mais positivos da espécie.

Cães foram se tornando, através de séculos de cruzamento, animais extremamente apegados aos seres humanos.

Um cachorro é capaz de fazer qualquer coisa pelo seu dono, inclusive se colocar em perigo.

Sua lealdade extrema é uma característica importante da espécie.

No entanto, alguns cachorros se apegam de forma negativa aos seus donos, chorando e uivando quando ficam sozinhos. Nesse caso, adestrá-lo a ser independente e a ficar sozinho em casa é uma dica importante a ser observada.

Por outro lado, o apego, se saudável, é algo muito importante. Ainda mais quando vivemos em sociedades em que a individualidade pode levar as pessoas a se tornarem um pouco solitárias.

Enfim, o objetivo deste artigo é ajudar as crianças a convencerem seus pais de que um cachorro é uma ótima companhia.

Acreditamos que para cada argumento contra, deve haver um contra-argumento favorável.

Se você tiver mais algumas dicas para convencer os pais sobre a importância de um cachorrinho, deixe uma mensagem e contribua!

Até mais!



Artigos relacionados: