Google+

.

.
.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Como o cachorro nasce

Como nascem os cachorros?

O nascimento de um cachorrinho é um acontecimento importante na família. Geralmente o filhotinho é bem-vindo e acaba contagiando a casa toda.

O cachorro nasce cerca de 58 a 63 dias da concepção. Mas o que acontece antes disso?

Adestramento de Cães resolveu pesquisar e trazer todas as informações necessária para quem quer cruzar seu cachorrinho e ter filhotinhos.

Começando do começo:

Cio canino

É possível saber quando a cadela entrou no cio. No início, observa-se algumas mudanças no animal: a vulva estará inchada, com corrimentos (ou sangramentos). Nesse ponto, ela pode ficar agressiva, principalmente com outros animais.

Além disso, algumas fêmeas começam a fazer xixi com maior frequência e suas glândulas mamárias incham, ficam intumescidas.

O início do cio não significa que ela está pronta para acasalar. Muitos donos se perguntam por que a cadela está evitando o cachorro nessa fase. Algumas vezes ela pode até morder e atacar ferozmente o cão.


-->
Isso acontece porque, ao entrar no cio, o corpo dela está sendo preparado, mas ainda não está pronto para o cruzamento.


Do início até cerca de 4 ou 13 dias, a cadela evitará todos os machos.

Sua agressividade estará maior, e ela demonstrará uma tendência a ficar arisca, ocultando-se e parecendo evitar companhia.

Depois disso, ela deve sofrer outra mudança de comportamento, passando a tolerar a presença do macho.

É possível contar os dias do início do cio até esta fase, para saber exatamente quando deve ser realizado o cruzamento, evitando, assim, agressões. 

Por outro lado, pode-se, também, reconhecer essa fase por causa da ausência de sangramento ou corrimento. Este é o período fértil da cadela, e pode durar de 8 a 15 dias.


O dono deve prestar atenção, no entanto, no comportamento do animal. Algumas cadelas entram no cio e não sofrem nenhuma dessas alterações. É o chamado cio silencioso. Nesse caso, somente ao cruzar é que ela estará demonstrando que estava no período fértil. O resultado pode ser uma ninhada indesejada.

É errado, portanto, pensar que cadelas que não apresentam sangramento não entram no cio.

O primeiro cio

Dependendo da raça do cachorro, o primeiro cio pode variar muito. As raças menores podem ter o cio mais cedo, com cerca de 6 ou 8 meses.


Raças maiores, como Dogue Alemão, ou São Bernardo, podem atingir a puberdade só a partir dos 15 a 20 meses.

O momento ideal de realizar o cruzamento do animal é a partir do terceiro cio, quando a cadela já estará com sua aparelhagem reprodutiva bem formada e amadurecida, o que pode reduzir bastante qualquer chance de complicação.

No entanto, a partir da primeira fase fértil a cachorrinha, teoricamente, já pode emprenhar se for feito o cruzamento.

O cio deve se repetir a cada 6 meses, pouco mais ou menos, dependendo do animal. Cadelas mais velhas podem apresentá-lo em espaços de tempo maiores.


Isso significa que uma cadela pode ter duas ninhadas por ano. Não é aconselhável, no entanto, que o animal passe por isso com essa frequência.

O que a cadela deve comer durante a gestação?

Se o animal é bem alimentado normalmente, durante a fase gestacional o único cuidado que o dono deverá ter é a manutenção da alimentação adequada. Proteínas, sais minerais e cálcio são importantíssimos, e devem estar presentes na dieta do início do cio até a fase do desmame.


Alguns veterinários aconselham que, cerca de 15 dias antes do parto, a ração da cadela seja substituída por ração de filhotes, tipo Premium, e seja mantida até o momento em que os filhotinhos já possam ingerir comidas sólidas.

De qualquer forma, deve-se evitar a superalimentação da fêmea; ela não deve estar obesa quando estiver próxima de dar à luz, nem com carência nutricional.

Após o parto, gradativamente, habitue sua cadela à ração de animais adultos.


Durante a gestação

No período entre 58 a 63 dias, a cadela estará prenhe. Nesse caso, alguns cuidados são importantes e devem ser observados pelo dono:

1) evite qualquer tipo de estresse ao animal. Isso inclui a presença de animais novos ou desconhecidos na casa, viagens, passeios prolongados ou cansativos;

2) escolha um "ninho" de fácil acesso para ela. Evite que a cadela tenha que subir muitos degraus de escada para se deitar, por exemplo, ou passe frio ou calor excessivo durante essa fase.

Durante esse período, o animal vai escavar roupas, tapetes, jornais, como se pretendesse fazer um ninho. É comum a cadela entrar em armários ou cestos de roupa, rasgar almofadas ou se esconder nas camas.

Talvez seja necessário manter as portas dos demais aposentos da casa fechadas.


Algumas vezes os donos estranham a barriga pouco saliente da cadela. Isso porque, eventualmente, a gravidez só é realmente visível cerca de 15 dias antes do parto. O feto se desenvolve mais nessa fase.

Visitas ao veterinário

É importante realizar visitas periódicas ao veterinário, durante a fase da gestação. O profissional vai poder avaliar a saúde geral do animal e realizar testes.

Além disso, é possível verificar, através de ultrassonografia, as condições dos fetos e ter, dessa forma, uma previsão da quantidade e vigor dos cachorrinhos.

Cadela prenhe deve tomar vermífugo?

Cerca de 15 dias antes do parto a cadela deve ser vermifugada. Esse tipo de procedimento é importante, pois deve-se levar em conta que tanto os filhotinhos quanto a mãe dividem o mesmo organismo, durante a gravidez.

No entanto, esse vermífugo é especial para cadelas prenhes. Não devem ser utilizados remédios comuns. E, de qualquer forma, é importante ter o aval de um veterinário, que irá receitar a dosagem, marca e tipo certos de antiparasítico.

O pó anti-pulgas também pode ser administrado, caso haja infestação. No entanto, novamente, recomenda-se a visita ao veterinário, que poderá verificar a necessidade e a possibilidade da aplicação.


Parto de cachorro

Agora que passamos pelo cio e pela gestação, estamos chegando ao tão aguardado momento do parto.

Normalmente, a primeira etapa do trabalho de parto pode durar entre 2 a 12 horas. Mais uma vez o animal irá tentar se aninhar em algum lugar mais oculto e pouco exposto. Isso é puro instinto.

Ela pode ter tremores, falta de apetite e passar a ofegar, nesse momento.

Posteriormente, ela sofre contrações potentes e pode expelir um líquido aquoso.

Normalmente a fêmea é capaz de realizar sozinha todo o trabalho de parto. Mesmo que seja sua primeira gravidez, ela sabe exatamente o que fazer.

A cada filhote que ela vai expelindo, através de contrações, ela retira a membrana em que ele está envolto. Mesmo assim, o dono deve estar observando, pois o cachorrinho, ao nascer, deve ser liberto desse material o mais rápido possível; do contrário, corre riscos de se sufocar.


Dependendo do tamanho da ninhada, é normal que nasça um filhotinho a cada meia-hora ou 60 minutos. Ela irá descansar um pouco durante os intervalos.

Preste atenção, porém, se ela descansar por mais do que 4 horas, sem que tenha nascido mais nenhum cachorrinho.

Outra coisa: tenha em mente que, logo depois de expelir aquele líquido aquoso, deve nascer um filhote em, no máximo uma hora, ou uma hora e meia. Caso não aconteça isso, é possível que haja alguma complicação e a ajuda de um veterinário pode ser necessária.

Ao terminar de dar à luz a todos os cachorrinhos, a fêmea irá expulsar a placenta e devorá-la, e, depois, mastigar o cordão umbilical dos filhotes.

Se tudo tiver dado certo, ela será mãe de uma bela ninhada.

Depois de encerrado o trabalho de parto, ela vai acomodar os filhotinhos para que eles recebam a primeira dose do leite materno.

Até Breve!