Quando o cachorro deixa de ser filhote

Quando o cão deixa de ser filhote?

Este artigo foi escrito para você, que quer saber a partir de que idade o cachorro deixa de ser filhote.

Não existe uma regra exata para calcular isso e só poderemos compreender quando o cachorro deixará de ser filhote a partir do porte e do seu peso máximo. 

É óbvio que isso dependerá da sua raça ou das possibilidades do seu crescimento.

Cachorro deixa de ser filhote com quantos meses?

De uma forma geral, podemos dizer que o cão deixa de ser filhote entre 10 e 24 meses de idade, dependendo do seu tamanho e peso.

Por exemplo, cachorros de porte pequeno, que atinjam o máximo de 10 kg na idade adulta, atingirão a maioridade por volta dos 10 meses.


Veja a tabela que fizemos para você ter uma ideia de como calcular se seu cachorrinho já chegou à idade adulta.


A partir de que idade o cachorro deixa de ser filhote?

TAMANHO ou PORTE
DO CACHORRO
PESO MÁXIMO
NA IDADE ADULTA
QUANDO ATINGIRÁ
A MAIORIDADE
 PEQUENO  Máximo de 10kg  Aos 10 meses de idade
 MÉDIO  Entre 11 kg e 25 kg  Aos 12 meses de idade
 GRANDE  Entre 26 kg e 44 kg  Aos 15 meses de idade
 GIGANTE   Mais de 45 kg  Aos 24 meses de idade


Até quando o cachorro cresce?

Ao descobrir quando seu cachorrinho deixará de ser filhote, você tem que aprender, também, outras informações importantes sobre ele.

Informações sobre a alimentação ideal e o adestramento mais recomendado, por exemplo.

Além disso, outras dicas e curiosidades sobre como cuidar melhor do seu mascote.


Cachorro cresce até quantos meses?

Todo o período de crescimento do cachorro acontece dentre desse tempo que informamos. Dependendo da sua raça, ele pode variar para mais ou para menos.

Se o cachorro não tem raça definida, é possível observar pela sua estatura, pelo porte e pelo peso.


Cães de pequeno porte 

Após passar por todo o período da gestação, a cadela dá à luz a um filhotinho. O cão filhote tem apenas duas tarefas em mente: se alimentar e crescer.

Nessa fase, um cãozinho pequeno, como um Chihuahua, por exemplo, pode aumentar 25 vezes seu próprio tamanho, em um único ano.

Leia também: A saúde do cachorro (Parte I) - cuidado com os ouvidos

Todo esse crescimento demanda muito esforço e energia.

Nessa fase o animal tem necessidades alimentares específicas.

A alimentação ideal para o cachorro deve conter nutrientes essenciais para que seu crescimento seja otimizado.

Uma boa dieta deve conter um nível adequado de proteínas, carboidratos e gordura. Isso favorecerá o desenvolvimento ósseo e muscular em um curto período de tempo.

É importante salientar que a ração é o alimento mais prático para oferecer ao cachorro, por estar sempre pronto para servir.

Opte pela ração super premium, pois contém maiores quantidades de nutrientes.


Melhor ração para cães

Há vários tipos de ração disponíveis no mercado, mas o mais importante é a escolha de um produto de qualidade e adequado à faixa etária do animal.

Outra coisa a se ter em mente é a dentição canina. Nessa idade, os dentes ainda são de leite e, por isso mesmo, sensíveis. 

A ração deve ter tamanho e textura adequados. Deve ser macia o suficiente para não machucar os dentes, mas firme o bastante para massagear as gengivas, ajudando a prevenir a formação de placas, e a evitar a necessidade de roer objetos da casa.

Rações muito duras podem causar feridas e sensibilidade na boca do cachorrinho.

O que uma ração precisa ter?

De um modo geral, para cães de porte pequeno e médio, a alimentação deve conter nutrientes de alta digestibilidade, pois nessa fase o animalzinho tem um sistema digestivo muito sensível.

A ração ideal vai ajudar a evitar fezes moles e diarreias, pois facilitará o desenvolvimento de uma flora intestinal balanceada, e com um bom trânsito.

Cães de porte grande e gigante

Cães de porte grande, e gigantes, devem receber nutrientes que os ajudem a desenvolver uma boa ossificação do esqueleto.

Um filhote de porte grande pode aumentar seu peso entre 70 e 90 vezes no período de 15 meses. Já um cão de porte gigante aumenta cerca de 100 vezes no mesmo período.

Como um cachorro maior demanda mais tempo para se desenvolver, a alimentação deve ser adequada para um espaço de tempo mais extenso.

Leia também: Caminha para cachorro (Parte II)

Os nutrientes deverão ser fornecidos de forma equilibrada, para que a energia consumida não se transforme em sobrepeso, problema sério para cachorros desse tamanho.

Durante todo o período de crescimento, o peso de um filhote de Rottweiller, por exemplo, pode ser multiplicado entre 80 e 100 vezes.

Uma boa ração, em termos nutricionais, deve prever um desenvolvimento esquelético relevante, além da formação das articulações, que serão submetidas a forças potentes durante a fase adulta.


Exercícios para deixar o cachorro forte

Estando o animal bem alimentado e demonstrando uma boa dose de energia, devemos estipular períodos de exercícios que irão mantê-lo ativo.

Cães têm diferentes necessidades de atividades. Dependendo do porte, da raça e da idade, alguns exercícios podem ser adequados ou não.

Cachorros de idade muito tenra não devem ser exercitados em demasia, o que pode causar lesões e rupturas severas.

Além disso, cães que são forçados a cumprirem atividades pesadas muito cedo podem experimentar períodos de estresse e ansiedade, desenvolvendo níveis altos de ferocidade na fase adulta.

O ideal é que, durante o desenvolvimento, o cachorrinho seja exercitado de forma divertida com brincadeiras e adestramentos recreativos.


Treinos para cachorros

Dependendo da raça, devem ser evitados treinos muito agitados e que possam desenvolver características rancorosas no cachorrinho.

Cachorros de porte maior devem ser exercitados com algum cuidado, de forma a manterem em mente o auto-controle e a boa índole. 

Ao deixar lentamente de ser filhote, o cachorro deve ser ensinado a se comportar entre as pessoas e demais animais.

Para isso, deve-se socializar o cachorro o mais cedo possível com as pessoas da casa e com os outros animais, de forma a que não se transforme em um "bicho" mais tarde.

É nessa fase que o cão pode ser ensinado mais facilmente a passear de forma correta com o dono, a não latir em excesso, etc.

Além disso, brinquedos inteligentes e que desafiem sua curiosidade e perspicácia podem ser aliados interessantes no seu desenvolvimento.

Fora isso, atividades constantes com o dono e períodos de tempo em sua companhia favorecem e estreitam os laços de amizade e lealdade entre ambos.

Cães filhotes devem ser adestrados desde cedo a compreender os espaços de tempo disponíveis que o dono tem para passar em sua companhia, aceitando os períodos longe deste.

Dessa forma se evitam problemas muito comuns quando o animal fica sozinho em casa, sentindo angústia e solidão.

Como adestrar o filhote 

Outra coisa importante, também, é perceber que o animalzinho cresce rapidamente, e deve ser tratado sempre da maneira correta em relação a sua idade.

Cachorros que são tratados como crianças durante a vida inteira desenvolvem características imaturas na sua personalidade, tornando-se, por vezes, desagradáveis.

Por outro lado, agir como se um filhote fosse adulto, exigindo dele atitudes mais indicadas a um cão maduro, pode angustiar o animal, tornando-o tímido e assustadiço, posteriormente.

É muito importante conhecer as fases da vida de um cachorro, para agir com ele de acordo com sua compreensão. Um cão evolui, assim como as pessoas, e seu aprendizado deve ser adequado a sua idade.


Adestrando o cachorro

Enquanto se desenvolve, o cachorro passa por um período de muita facilidade de aprendizado.

É um erro não aproveitar essa fase para ensiná-lo a se comportar devidamente, pois mais tarde esse aprendizado será feito com um pouco mais de dificuldade.

Procurar as informações certas é muito importante. Quando ensinamos o cachorrinho da forma errada, cometendo falhas, fica difícil adestrá-lo novamente da forma certa.

Neste artigo aqui você pode encontrar essas informações sobre como adestrar melhor o cachorro, principalmente se ele demonstrar, desde pequeno, uma personalidade forte.


Latidos, uivos e choro excessivos


O cachorrinho que não para de latir vai se sentir melhor quando for adestrado devidamente. Ele vai compreender como agir e o que se espera dele.

Caso os latidos estejam muito fortes e fora de controle, dê uma olhada neste artigo aqui, com dicas e truques para facilitar o aprendizado dele.

O importante é saber que seu cachorrinho vai crescer um dia, e é melhor para todos se ele crescer educado e obediente.

________

Ajude o Projeto Adestramento para Cães.

Faça uma doação de qualquer valor através do PAGSEGURO e receba nosso livro digital ENCICLOPÉDIA DO CACHORRO BAGUNCEIRO - Dicas práticas para "Consertar" seu Mascote, direto no seu e-mail.



Ou faça uma assinatura mensal a partir de 5 REAIS.