Por que o cachorro lambe a pata?


Quando o cachorro lambe a pata?

Algumas vezes o cachorrinho pode desenvolver hábitos errados. Nesses momentos, o cachorro se lambe até ferir.  

Às vezes o cachorro se lambe compulsivamente, sem parar.

Neste artigo iremos dar algumas dicas sobre o que fazer quando o cachorro lambe a pata.

Meu cão se lambe muito

Tenha em mente, no entanto, que o ato pode ser a resposta a algum incômodo temporário pelo qual ele esteja passando, ou pode ser algo mais grave e que talvez torne necessária uma visita ao veterinário.

Isso porque muitas vezes a alergia é o que pode ser quando o cachorro lambe muito a pata. E o processo pode ser desencadeado por diversos fatores, inclusive alimentares.

Veja que a atitude pode causar sérios problemas de saúde, quando o cachorro se lambe até machucar. 

De fato, agindo assim ele está dando chances para que doenças oportunistas se instalem no seu organismo.

Ele, por vezes, lambe-se até se ferir, retirando a defesa natural da pele. Ou então lambe e morde o local incomodado, chegando a tirar sangue.

Hoje, vamos apresentar algumas das causas mais comuns para esse tipo de atitude.


Cachorros que latem excessivamente 

Neste artigo aqui, nós mostramos a você os riscos de ter em casa um cão que late sem parar, provocando problemas com a vizinhança inteira. 

Conheça métodos e truques para diminuir esse barulho e pacificar os cachorros mais nervosos.

O que significa quando o cachorro lambe a pata

Muitas vezes nosso mascote pode estar sofrendo com a presença de alguns tipos de parasitas, como pulgas, carrapatos e ácaros. 

Eles podem causar infestações no bichinho, fazendo-o sentir-se desconfortável e o levando ao hábito de lamber-se.

Cabe lembrar que nessas condições o animal não vai apenas lamber as patas, ele vai mordê-las também, causando ferimentos.

Leia também: Filhotes (Parte II) - Vacinação e desverminação

Embora seja possível observar com facilidade a presença dos carrapatos, pulgas e ácaros são mais difíceis de verificar. 


Ácaros no cachorro

Os ácaros, por serem microscópicos, são descobertos mais pelo estrago que causam do que pela visibilidade que têm.

Nessa situação, a primeira atitude é livrar o animal da parasitose, aguardando alguns dias para verificar se depois disso ele abandonou o hábito.

Cachorro com coceira na pata

Cães alérgicos a determinados tipos de grama, ou pólen, ou outros elementos da natureza, podem sentir uma coceira irresistível nas patinhas.

A melhor forma de observar a situação é levando-o a passear em determinados locais e verificando se ele foi acometido por coceiras depois disso.

Ao passear com o pet em um gramado, por exemplo, ele pode começar a lamber insistentemente as patas, sinalizando a presença de algum tipo de alergia.

Verificando isso, você deve vetar aqueles locais que causem no seu mascote uma vontade súbita de lamber as patinhas.


O que fazer quando o cachorro lambe a pata

Uma solução mais radical e que serve apenas para cães que consigam se habituar, é a utilização de sapatilhas caninas, que irão evitar o contato com o alergênico. Veja aqui alguns exemplos.

Além disso, a coceira deve ser tratada para que os sintomas sejam aliviados. Uma boa dica é passar nas pés do bichinho um gel 100% Aloe Vera, para alívio imediato.

Leia também: Conheça a Parvovirose

Por outro lado, algumas vezes a alergia está diretamente ligada à alimentação, através de algumas substâncias existentes na ração.

Em geral grãos ou determinados tipos de proteína podem desencadear a crise alérgica, sendo aconselhável a mudança da marca ou tipo de ração, o que pode ser determinante no combate ao hábito.

No entanto, quando a ração é a causa da alergia, a coceira pode se espalhar pelo corpo todo do seu mascote, e não ficar localizada nas patinhas.


Cão que lambe a pata

Lembre-se que a lambida do animal no mesmo local, várias vezes por dia, pode causar lesões na pele, o que torna bastante fácil a infecção - e mais difícil o tratamento.

A insistência e a força da lambida são extremamente danosas para a pele e o pelo do local afetado.

Por que meu cachorro lambe tanto a pata?

O confinamento do cachorro durante várias horas por dia pode levá-lo a desenvolver algumas atitudes compulsivas, como lamber-se o tempo todo.


Nesse caso, é comum o animal desenvolver hábitos errados para passar o tempo, como latidos insistentes, uivos lamentosos, ou lambidas e coceiras prolongadas.

A melhor dica, portanto, é impedir que o bichinho fique entediado, deixando de mantê-lo confinado durante longas horas.

Sabemos, porém, que às vezes se torna obrigatório manter o animal preso e incomunicável durante parte do dia.

Se for impossível mantê-lo solto e fazer-lhe companhia o tempo todo, devem ser tomadas algumas atitudes para que ele se sinta confortável, ou no mínimo menos entediado e ansioso.

Brinquedos inteligentes e divertidos podem ser uma boa dica. Objetos que o entretenham durante as ausências do dono são formas de manter o cachorro sob controle quando deve ficar sozinho em casa.

Cachorro se lambe até ferir

Alguns cães podem desenvolver dor ou outras formas de desconforto nos membros. Seja por ter fraturado, ou sofrido luxação, ou até mesmo desgaste.

Nesse caso, ele vai lamber por horas a fio a patinha, procurando atenuar a dor.

Seu dono deve ficar de olho nessas manifestações, pois o cachorro não tem como explicar o que está acontecendo, e a lambida é uma das maneiras com que ele sinaliza o desconforto.

Dores na coluna e displasia de quadril também podem fazê-lo lamber as patinhas.

O ideal é descobrir, através de exames e consultas, qual o desconforto que o animal sente e onde está localizado, tratando-o, posteriormente.

Ao ser aliviada a dor, o normal é que o cachorro pare de se lamber tanto.


Lamber nem sempre significa higiene

Nem sempre seu cachorro vai se lamber por prazer, ou por hábito higiênico. Às vezes o ato pode estar relacionado com várias outras dificuldades pelas quais ele esteja passando naquele momento.


Além disso, por vezes o animal lambe outras partes do corpo pelos mesmos motivos. 

Pode, inclusive, morder o rabo com violência e machucar-se.

O dono deve prestar atenção, acompanhando seu desenvolvimento.

É importante descartar rapidamente as causas do hábito, seja uma possível infestação de parasitas, ou alergia ou dor.

Quanto mais cedo se chegar à causa, menor a probabilidade do animal desenvolver alguma doença ou infecção invasiva.


Adestramento de Cães

Quando for descoberta a causa, e resolvido o problema, o cão deve parar com o mau-hábito.

Entretanto, alguns cães podem acabar se habituando à atitude e, mesmo depois de livres do desconforto, podem continuar a se lamber persistentemente.

Torna-se necessário, dessa forma, um adestramento que os obrigue a parar com a mania.

Uma das formas mais simples é a utilização de loções com gosto amargo que, passadas no local problemático, forçam o animal a parar de se lamber, devido ao sabor.

Cabe lembrar que é necessário verificar se o produto não irá causar alergia ao bichinho, aplicando pequenas quantidades em uma área específica e verificando o surgimento ou não de reações.

A pele não pode estar machucada ou apresentando feridas abertas.

Com o tempo, o cachorro percebe que é melhor não se lamber com muita insistência.

O adestramento de cães difíceis e teimosos


Não esqueça de procurar material de qualidade para que seu cachorro tenha saúde e se comporte devidamente.

Invista na educação do seu animal de estimação. Um cachorro comportado e saudável é a melhor companhia que você pode querer.

Neste artigo aqui nós explicamos como os melhores adestradores profissionais conseguem adestrar cães difíceis, teimosos e hostis. 

O segredo desses adestradores é iniciar um programa de adestramento voltado à educação canina, com objetivos claros para o animal.


Até Breve!

10 comentários:

  1. Parabéns pelo artigo! Tenho uma shih tzu que se lambe o tempo todo.. Queria passar alguma coisa na pata pra ela para.. Mas o que passar?! Pimenta por exemplo?! Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Lamber as patinhas é bem normal nos cachorros. O excesso, no entanto, pode ser prejudicial ou indicar alguma patologia. Depois de eliminada essa possibilidade, pesquise em pet shops.

      Não é necessário passar pimenta! Existem produtos específicos que não fazem mal ao cachorro. Eles nem chegam a ingerir, pois o cheiro já os afasta. Há sprays, cremes, loções, etc. Dê uma olhadinha, há bons produtos a preços bem em conta, que são indicados ao caso.
      Boa Sorte!

      Excluir
    2. Olá,
      Minha cadela tem se comportado de forma preocupante nos últimos dias.Ela está mordendo as quatro patas de forma frequente,inclusive já deixou duas inchadas e uma em carne viva.Acreditamos que possa ser estresse,logo após vermos os ferimentos começamos a trata-lá com anti-inflamatórios e um remédio em spray próprio para animais,que estão inclusive dando resultados,pois as patas começaram a desinchar,porém continuam seriamente feridas.Gostaria de saber se é melhor encaminha-lá diretamente ao veterinario ou tentamos os medicamentos por mais alguns dias.

      Excluir
    3. Olá
      Muitas vezes os cachorros adquirem fungos e parasitas ao passearem por terrenos contaminados.

      Nós não enxergamos esses parasitas, mas eles estão espalhados em locais onde os cães brincam ou passeiam.

      Antes de tudo é importante descartar essa hipótese. O estresse pode causar lambidas nas patinhas, mas para isso é necessário que o cachorro esteja exposto a uma fonte de estresse. Se esse é o caso, você deve afastar essa fonte de estresse. Depois tratar os ferimentos.

      Mas tenha em mente que há sempre a possibilidade de ele estar sofrendo com infestações de fungos, ácaros ou outros parasitas.

      A identificação das causas deve ser feita pelo veterinário. No entanto, se o tratamento que você está fazendo está surtindo efeito, é importante dar continuidade.
      Abraços!

      Excluir
  2. tenho uma poodle de 4,5 kg, e 12 anos. Há 4 meses ela passou por uma cirurgia por conta de piometra. Coincidência ou não, após esta cirurgia ela desenvolveu uma verruga branca no dorso. Após desenvolveu duas verrugas bem vermelhas sobre a pata traseira, que ela lambe sem parar, inclusive a parte debaixo da pata, até sangrar. tem lambido também com frequência as patas dianteiras. Assim ela se encontra com a pata traseira bastante ferida, com as duas verrugas bem salientes e com um certo mal odor. tenho dado banho com sabão de côco e passado pomada nebacetin, mas não resolve.

    Ainda, em partes distintas do corpo, apareceram umas pintinhas pretas que eu achava ser carrapatos. Tento arrancá-los, sangra mais não saem. No pet que ela faz tosa me falaram que é pintas. Já usei até lupa e não identifico o que é. Em banhos em casa noto que quando esfrego as pintas sai uma massinha preta, mas a pinta continua. O que pode ser? são realmente pintas? Tenho utilizado aquela ampola de max3 no dorso para carrapatos. Se for carrapatos como retirá-los sem ser arrancando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      a situação da sua cachorrinha parece bem complicada. Em relação à pata ferida, o ideal é que você não a deixe mais lamber. Isso pode ser feito de diversas formas. Uma bem simples é colocando nela um daqueles colares que impedem que ela consiga lamber ou morder partes do corpo. Mantenha-o com ela durante o tempo necessário para que as feridas cicatrizem. Depois disso, informe-se em uma loja veterinária sobre pomadas, sprays ou loções que possam manter o cachorro longe das patinhas. Essas substâncias têm um odor e um sabor que o cão não gosta, o que os impede de continuar lambendo ou mordendo.

      Com relação a essas pintinhas pretas no dorso dela, você não pode medicá-la sem saber o que são. O ideal é levá-la ao veterinário, pois podem ser simples sinais ou algo mais suspeito. Verifique com um profissional para ter certeza.

      Boa Sorte!

      Excluir
  3. Olá... minha sogra tem um cão já está bem idoso... e ele está lambendo muito a pata e ela fica inchada e sangra... ele está andando mancando já. .. ela passa spray e da pra ele antiflamatorio mas sempre está voltando,levou numa veterinária e ela passou um shampoo mas nd tem feito um efeito duradouro .. tem alguma dica? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      O cachorro, assim como a maioria dos animais, tem a tendência a lamber os locais onde existem feridas expostas. A saliva do animal age naturalmente como um unguento, ajudando a fechar o machucado, cicatrizando mais rápido. No entanto, em alguns casos o cão adquire uma espécie de mania, ou hábito, de lamber o local até piorar o ferimento. Isso deve ser verificado com muito cuidado, pois pode expô-lo a infecções oportunistas, ainda mais se é filhote ou idoso. Em ambos os casos a imunidade natural do cachorro é baixa.

      O spray que você descreve deve ser para afastar o cachorro do local, por causa do gosto ruim e amargo. Esse procedimento é normal e aconselhável, pois muitas vezes o animal simplesmente para de lamber por causa do gosto e do cheiro do medicamento.

      Não parece ser, no entanto, o caso do seu cachorrinho. Dessa forma, enquanto o ferimento estiver aberto, coloque um colar elisabetano nele, impedindo-o de alcançar a patinha. Durante o período em que ele estiver utilizando esse acessório, você deverá tratar da pata, cuidando para que cicatrize e para que o ferimento feche rapidamente. Nesse meio tempo, cesse de utilizar o spray, para que o cachorro não se habitue com o cheiro dele. Apenas depois de retirar o colar você deve novamente utilizar o spray, pois dessa forma o animal já não vai estar acostumado com o cheiro, e não vai gostar de lamber novamente sua patinha.

      Boa Sorte!

      Excluir
  4. Meu cachorrinho poodle micro toy de 10 anos sofreu uma queda e bateu com a cabeça no chão, ficou internado por 11 dias e ao retornar pra casa percebi que além da movimentação não está a mesma (fica andando de lado e ainda um pouco tonto) percebi que ele não para de lamber a pata esquerda, lambe tanto que as vezes sente dificuldade de levantar se apoiando nessa pata. Dr o que será que meu cachorrinho tem? Na clinica onde ele ficou internado falaram que a queda atingiu a parte neurológica dele, mas não sei se isso da para tem haver. Por favor me esclareça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      se na clínica foi dito que a queda afetou a parte neurológica, isso pode explicar o fato dele andar de lado e um pouco tonto. Nessa idade, um trauma desse tipo pode ser bastante grave.

      Com relação à patinha, veja o seguinte:

      - O ato de lamber a pata pode ter várias razões. Se ele ficou internado durante 11 dias, pode ter adquirido algum tipo de parasita, fungo, ácaro ou outro qualquer, que o está incomodando agora. Animais doentes e internados durante muito tempo experimentam uma baixa na imunidade, favorecendo inflamações, infecções e outras doenças.
      - As lambidas na pata podem ser o resultado de uma torção quando ele caiu. Talvez na clínica os profissionais tenham se preocupado mais com a cabeça dele e não perceberam uma luxação ou torção no membro. Nesse caso, um simples raio-x deve comprovar ou descartar a situação.
      - As lambidas podem ser também reflexo da ansiedade do cachorro por ter ficado internado todo esse tempo. Ele começou a lamber a pata para passar o tempo, ou como resultado de estresse, e a pata ficou ferida, o que o faz repetir o ato, em um círculo vicioso.
      - As lambidas também podem ser efeito colateral do medicamento que ele recebeu, durante o tempo de internação.

      Procure averiguar essa situação. Descartando-se torção na pata e parasitose, você pode adquirir loções e essências para passar no local. Elas têm o gosto amargo e impedem que o cachorro continue se lambendo. Verifique antes se o animal não é alérgico, e se não há ferimentos abertos no local.

      Boa Sorte!

      Excluir