Meu cachorro está tremendo!


O cachorro treme por quê? 

Quando o cachorro treme, o que pode ser?

Às vezes pode se tratar de alguma coisa simples, sem importância. 

Em outras, o animal pode estar sinalizando uma condição de saúde que deve ser observada.
Você deve prestar atenção aos motivos que o levam a agir assim. 

Faça essas perguntas: Meu cachorro treme dormindo? Meu cachorro treme a cabeça? Meu cachorro treme de medo?


Dependendo da resposta, os motivos podem ser diferentes e distintos.

É normal ficar apreensivo. Afinal, tremer o corpo inteiro não parece ser uma coisa natural.


Os tremeliques do seu cachorrinho

É possível que o animal, nessas ocasiões, comece a tremer o corpo todo, ou a cabeça ou, ainda, o traseiro.

Pode acontecer dele tremer apenas as patas posteriores; ou então, os tremores são acompanhados por ganidos ou gemidos baixos.

Excetuando-se aquelas situações em que o bichinho está feliz ao ver o dono, ou porque percebe que vai passear, esses tremores podem ser indícios de condições de saúde, graves ou moderadas, e é sempre bom ficar atento.

Preste atenção a estes sintomas:


  • fezes acompanhadas de sangue;
  • diarréia persistente;
  • vômito e falta de apetite;
  • febre e desânimo;
  • o cachorro geme ao se levantar;
  • olhos congestionados e muco excessivo.


Esses sintomas podem revelar doenças perigosas, como a raiva, cinomose e parvovirose. Elas são graves e podem causar morte (no caso da raiva, até mesmo a morte do dono).

Se o cachorro tiver 3 ou mais desses sintomas, você deve procurar um veterinário.

O cachorro treme de dor

Uma das causas da tremedeira no cachorro pode ser a dor. O cachorro se sacode na tentativa de afastar o desconforto ocasionado pela dor localizada ou generalizada pelo corpo.

Além disso, se as dores foram de articulação, nas patas, por exemplo, ele pode tremer ao não conseguir se firmar em pé.

O aparecimento de dor nas articulações depende da raça, e do porte do cachorro, bem como da idade.


Quando o cachorro está tremendo

Cães pesados e de porte grande, principalmente aqueles acima do peso podem sofrer de displasia de quadril ou artrite.

Dessa forma, eles não conseguem ficar em pé sem tremer, e às vezes tremem quando estão deitados, por causa da dor.


Displasia de quadril no cachorro

Nessa condição, o cachorro pode tremer ao levantar-se da cama ou após praticar um exercício mais exigente (ou até mesmo exercícios leves, se a condição já estiver adiantada).


Ele vai demonstrar que não consegue firmar as patas no chão com muita segurança.

É fundamental o dono do animal de grande porte verificar onde o cão dorme e evitar que seus membros inferiores fiquem "esmagados" sob o peso do corpo. 


O tremor do cachorro

Em alguns casos a tremedeira pode estar localizada apenas nas patas, e podem indicar um ferimento, uma distensão muscular ou outro desconforto localizado.

O animal não vai informar por escrito o que está sentindo, motivo pelo qual o dono deve estar atento aos seguintes indícios:

1) o cachorro geme ao se levantar da cama  ou ao deitar-se, como se praticar qualquer um desses atos fosse muito difícil;

2) evita movimentar-se com frequência. 

Se era um cão ativo, permanece quieto a maior parte do tempo; evita brincadeiras de que antes gostava; é difícil fazê-lo se levantar até para ir comer.

3) não demonstra mais alegria ao ser convidado para passear, ou demonstra uma alegria discreta.


Avalie a condição de saúde do cachorro

Comece verificando se sente algum desconforto nas patas, apertando-as suavemente. Se doerem o cachorro vai tentar retirá-las da sua mão.

Ponha-o em pé e veja se a postura está correta, se ele "coxeia" das patas traseiras ao caminhar, se procura se deitar o mais rápido possível para acabar logo o exercício. 

90% Truques. Sem adestramento. "Conserte" seu cachorro.

É possível verificar com alguma facilidade a exata localização da dor, e isso vai tornar a ida ao veterinário mais breve e objetiva.


Cachorro tremendo - leve ao veterinário

Esse exame rápido não substitui a ida ao profissional, mas pode ajudá-lo a encontrar o diagnóstico correto mais brevemente, o que facilita o tratamento.

Quando o profissional recebe o cachorrinho já com informações do dono, tudo fica mais fácil.


Por que o cachorro treme quando dorme

O cão que treme ao dormir pode estar sonhando. 

Durante o dia o bichinho corre por tudo, vê e ouve tudo, e se ocupa com suas atividades diárias. À noite, o cérebro dele revisa tudo o que ele fez, igual ao que acontece com os humanos.

Ele treme geralmente por estar sonhando com caminhadas, corridas, etc.

Ele pode estar sonhando com o dono, com as brincadeiras que fez com ele.

É possível vê-lo tremendo as patinhas enquanto dorme. Às vezes ele tenta latir, e começa a ganir. Tudo isso é normal e esperado de um cão saudável, principalmente se for filhote.


Cachorro tremendo - Outras hipóteses

Outras condições mais graves também podem causar os tremores, como doenças ou lesões relacionadas ao cérebro e medula espinhal.

Ainda, diabetes ou doença renal podem causar alterações nos movimentos do mascote, principalmente tremores nas pernas.

Nesse caso, uma dieta através de rações com menos sódio e a suspensão de guloseimas serão obrigatórias, além do acompanhamento médico regular.

Em outros casos, a perda de massa muscular nas pernas traseiras (por motivos diversos) pode ocasionar espasmos e tremedeira no local.

Caso o cãozinho esteja com febre, os tremores podem ser uma reação natural ao aumento da temperatura, e o motivo da febre deve ser investigado. Veja aqui como descobrir se seu cachorrinho está com febre.


Quando o cachorro treme

Em última análise, tremores intensos e repentinos, que incapacitam o cachorro a se mover, podem estar relacionados a envenenamento. 

Geralmente o cachorro vai babar, vomitar e ter espasmos involuntários, seguidos de paralisia em alguns membros, ou todos, e a ida ao veterinário deve ser feita o mais rápido possível.

Seu cachorro treme o tempo todo?

Outro motivo para os tremores pode estar relacionado ao frio. Nem sempre percebemos que o bichinho, embora tenha um casaco de pele natural, pode estar acusando a temperatura muito baixa.

Se sentimos frio, é bem provável que nosso mascote também deva estar sentindo também. Nesse caso, uma boa roupinha pode ser um mimo importante a dar a ele. 


O cachorro treme ao receber carinho

Se seu cachorrinho se treme todo, ou treme a patinha, como se estivesse se coçando, quando você o acaricia na parte lateral do corpo (na região das costelas ou no lombo), pode estar certo de que você tocou um ponto sensível do corpo dele.

Essa região compreende as costas, lados e flancos, podendo variar entre cada cachorro, e é particularmente sensível ao toque e aos carinhos. 

É possível que ele se mova como se estivesse com coceira, ao ser acariciado ali. O movimento é desencadeado por reações interligadas à medula espinhal, e é natural do cãozinho.


O cachorro tremendo

Verificar se as causas dos tremores no bichinho são naturais (um pouquinho de ansiedade ou até mesmo a alegria de ver o dono) é obrigação do proprietário.

É importante observar se ele consegue ter uma vida tranquila e saudável. Em alguns casos pode ser necessária uma intervenção cirúrgica ou tratamento através de remédios ou, ainda, um adestramento mais eficaz.

Em outros, uma modificação na dieta pode ser suficiente para que ele deixe de tremer ou diminua bastante o ato.

De qualquer forma, um cachorro saudável sempre vai tremer um pouquinho. O excesso é que deve ser verificado.


90% Truques. Sem adestramento. 

Não gostamos de adestramentos longos e cansativos. Queremos "consertar" rapidamente os hábitos ruins dos nossos cachorros (latidos excessivos, destruição da casa, mordidas dolorosas, mania de ingerir fezes, etc.) sem adestrar, apenas com truques. 

90% Truques. Sem adestramento.