Como adestrar o cachorro - plano de treinamento

Porque é importante organizar um plano de adestramento



Assista ao vídeo e compreenda melhor porque é importante montar um plano de adestramento que dê resultados para seu cachorro.



Como adestrar o cachorro

Ao adestrar seu cachorro, tenha em mente sempre um plano de adestramento eficaz e que faça sentido para seu mascote.

O grande problema que muitas pessoas enfrentam é justamente as "invenções" para tentar ensinar o animal, e que não seguem uma lógica certa para o cachorrinho.

Você pode ensinar seu cachorro a sentar antes de ensinar a deitar, por exemplo. 

No entanto, se ele não compreender muito bem as palavras (e os cães conseguem aprender vários comandos verbais) ele pode obedecer baseado em gestos ou na entonação da voz. 

Isso significa que ele não vai saber direito o que está fazendo e certamente irá se confundir várias vezes. Ao premia-lo, você estará reforçando o erro.

Além disso, se você "inventar" treinos que não sejam efetivos, realmente necessários nem úteis, você não vai atingir seu objetivo, vai desperdiçar seu tempo, o tempo do seu animal de estimação e esgotar a paciência de ambos.

Estabeleça critérios e saiba o que pretende exigir do seu cachorro. 

Por exemplo: se você quer que ele aprenda truques recreativos, o treinamento deve ser focado na diversão, fazendo o cão acreditar que tudo é uma brincadeira e que vai receber uma recompensa no final.

Já se você quer ensiná-lo a se comportar direito, obedecer, não atacar as pessoas, etc, o treino deve ter outro enfoque. Ele deve ser predominantemente focado no adestramento de obediência.

Muitos donos querem que seus cachorros abandonem alguns hábitos errados, principalmente aqueles referentes às necessidades e aos latidos. Esse tipo de treino deve ser objetivo e rápido, e deve ser organizado e executado sem pausas. 

O dono precisa ter reservado algum horário na sua agenda para iniciar, executar e concluir o adestramento, sem interrupções. 

Isso porque os maus-hábitos podem ser reforçados quando o treino é interrompido. 

O animal acaba acreditando que é simplesmente devido aos seus hábitos ruins que o dono está prestando atenção nele. 

Ao perder temporariamente esse contato ele vai reforçar as atitudes erradas com o objetivo de obter de volta a atenção perdida.

É sempre bom investir em conhecimento para evitar que o cachorrinho seja agredido por estranhos por causa do barulho. 

Dê uma olhada neste material aqui e aprenda uma dica bem útil para cães que latem no portão ou no quintal.


Latidos e cartas anônimas

Muitas vezes quem tem um cachorrinho que late muito acaba recebendo cartas anônimas, com ameaças.

Isso deve ser observado com seriedade. É comum pessoas ruins tomarem a iniciativa de maltratar nossos animais, seja envenenando ou agredindo.

Conheça, também, nossos cursos práticos, livros digitais e em vídeo!

  • Latidos excessivos em várias situações;
  • Cachorros agitados, que destroem a casa, os estofados, os móveis, cortinas, etc;
  • Cães com maus-hábitos: escavam jardins, atacam o lixo, comem as próprias fezes, não sabem onde fazer as necessidades;
  • Cachorros agressivos, que mordem o tempo todo, que não aceitam carinho.
  • Filhotes que não se acostumaram ainda com a casa, e que choram e uivam à noite.